Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Digestibility of high moisture corn or sorghum grain silage in diets / Digestibilidade de dietas a base de grão úmido de milho ou de sorgo ensilados

Passini, Roberta; Carlos Silveira, Antonio; Henrique Mazza Rodrigues, Paulo; Luiz de Castro, Ari; Antonio Lencioni Titto, Evaldo; de Beni Arrigoni, Mário; Costa, Ciniro.
Acta Sci. Anim. Sci.; 24: 1147-1154, 2002.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-724502

Resumo

In vivo digestibility of diets with high moisture sorghum substituting corn was studied in 12 female bovines. Experimental design was completely randomized with three treatments, substituting high moisture corn by sorghum at 0, 50 and 100% levels. Diets contained high moisture corn or sorghum, soybean, urea, oat hay (Avena sativa sp.), minerals and monensin. In situ degradability of corn and sorghum in cracking, grinding and silage processes was evaluated. There was no difference in apparent digestibility of crude protein, crude fiber, neutral detergent fiber and ethereal extract. Negative lineal effect was observed (P 0,05) for apparent digestibility of starch with sorghum inclusion. Processing interacted with grain when effective degradation of dry matter was concerned (P 0,01). Corn had the highest degradation in high moisture silage; the worst degradation occurred with cracked; an intermediate degradation occurred in grinding (P 0,01). Degradation in silage was similar as that of cracked degradation in sorghum; it was worst in grinding (P 0,01).
Digestibilidade in vivo de dietas com sorgo úmido substituindo milho úmido foi estudada em 12 fêmeas bovinas. O delineamento, inteiramente casualizado, conteve três tratamentos, sendo a substituição do milho pelo sorgo úmido, nos níveis de 0, 50 e 100%. As dietas continham grão úmido de milho ou sorgo, soja, uréia, feno de aveia (Avena sativa sp.), minerais e monensina. Foi avaliada a degradabilidade in situ do milho e sorgo nos processamentos de moagem, quebra e ensilagem. Não houve diferença na digestibilidade aparente da proteína bruta, fibra bruta, fibra detergente neutro e extrato etéreo. Houve efeito linear negativo (P 0,05) para digestibilidade aparente do amido com inclusão do sorgo na ração. Houve interação entre processamento e grão sobre degradação efetiva da matéria seca (P 0,01). O milho apresentou maior degradação para ensilagem, pior para quebra e intermediária para moagem (P 0,01). No sorgo, a ensilagem foi semelhante à quebra, sendo inferior à moagem (P 0,01).
Biblioteca responsável: BR68.1