Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Full-fat soybean meal in diets for Nile Tilapia (Oreochromis niloticus) juveniles - DOI: 10.4025/actascianimsci.v26i2.1866 / Farelo de soja integral em rações para juvenis de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) - DOI: 10.4025/actascianimsci.v26i2.1866

Massamitu Furuya, Wilson; Hayashi, Carmino; Rossetto Barriveira Furuya, Valeria; Shiguero Sakaguti, Eduardo; Botaro, Daniele; Carolina Rosa Silva, Lilian; Acosta Auresco, Samara.
Acta Sci. Anim. Sci.; 26(2): 203-207, 2004.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-724612

Resumo

This study was carried out to evaluate full-fat soybean meal (FFSM) in diets for Nile tilapia (Oreochromis niloticus L.) juveniles. Sixty-four fingerlings (1.59 ± 0.06g) were distributed in a randomized block design with four treatments (0.0; 7.0; 14.0 and 22.0% of FFSM inclusion) replacing 0.0; 19..3; 41.0 and 60.0% of protein from soybean meal (SM), respectively, and four replicates. The ration, isoproteic (± 27.0% of crude protein) and isocaloric (± 3,400kcal of digestible energy/kg) were fed for a period of 48 days. There was no effect of FFSM inclusion levels on survival rate. The feed intake increased linearly with the FFSM inclusion levels. A quadratic effect of FFSM inclusion levels on weight gain, feed/gain ratio, protein efficiency ratio and cost per kilogram gain was observed. The best level of FFSM inclusion was the 17.0%, or 46.0% of SM protein replaced by FFSM protein.
Este estudo objetivou avaliar o farelo de soja integral (FSI) em rações para juvenis de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus L.). Foram utilizados 64 alevinos com 1,59 ± 0,06g distribuídos em um delineamento em blocos ao acaso com 4 tratamentos (0,0; 7,0; 14,0 e 22,0% de inclusão de FSI) substituindo, respectivamente, 0,0; 19,3; 41,0 e 60% da proteína do farelo de soja (FS) e 4 repetições. As rações isoprotéicas (± 27% de proteína bruta) e isocalóricas (± 3.400kcal de energia digestível/kg), foram fornecidas durante 48 dias. Não foi observado efeito da inclusão de FSI sobre a taxa de sobrevivência. O consumo aumentou linearmente com o aumento nos níveis de inclusão de FSI. Foi observado efeito quadrático dos níveis de inclusão de FSI sobre ganho de peso, conversão alimentar e taxa de eficiência protéica. O mais adequado valor foi o de 17%, ou 46% de substituição da proteína do FS pela do FSI.
Biblioteca responsável: BR68.1