Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Behavior of pigs kept in partially slotted floor or shallow pool pens - DOI: 10.4025/actascianimsci.v29i3.575 / Comportamento de suínos alojados em baias de piso parcialmente ripado ou com lâmina dágua - DOI: 10.4025/actascianimsci.v29i3.575

Paiano, Diovani; Rus Barbosa, Orlando; Moreira, Ivan; Rodrigues Bonet Quadros, Arlei; Augusto Alves da Silva, Marcos; Antonio Lopes de Oliveira, Carlos.
Acta Sci. Anim. Sci.; 29(3): 345-351, 2007.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-724681

Resumo

A study was carried out using 32 pigs to evaluate the effects of partially slotted floor (PSF) and shallow pool (SP) pens on animal behavior. In the PSF pens, the narrow channel was covered by slotted wood. In the SP pens had a narrow channel (0.8 x 2.0 m) ±10 cm deep, which was kept with streaming water. Behavioral observations were taken by snapshots every 10 minutes, for 24 hours, on six different days, resulting in 864 observations per pig. Observations were grouped in three periods (morning, afternoon and night). The afternoon period registered the highest temperature, 24.8 ± 3.2ºC. Less hostile behavior was detected in pigs kept in SP pens. Behaviors of walking and exploring the facilities were more frequent in SP pens during the afternoon, which suggests benefits of SP for higher temperature times. Pigs on PSF showed decreasing feed intake during times of heat-induced stress as compared to those in SP pens. However, their feed intake increased in times of neutral temperature, resulting in ultimate similar feed intake for both types of pens. Results suggest an acclimatization by the pigs, leading them to consume the same amount of feed in both pens, nullifying any benefit of using shallow pool pens.
Foi conduzido um estudo envolvendo 32 suínos, com o objetivo de avaliar o efeito de baias com lâmina dágua (LD) e baias com piso parcialmente ripado (PPR), sobre o comportamento dos animais. Nas baias com LD, havia ao fundo uma canaleta (0,8 x 2,0 m) com ± 10 cm de profundidade que foi mantida com água corrente. Nas baias com PPR, as canaletas foram protegidas com ripados de madeira. As observações de comportamento foram realizadas de forma direta, com determinação instantânea, utilizando intervalo amostral de 10 minutos, durante 24 horas em seis diferentes dias, totalizando 864 observações por animal. As observações foram agrupadas em três períodos (manhã, tarde e noite). No período da tarde foram registradas as maiores temperaturas, 24,8 ± 3,2ºC. Os animais da LD tiveram menor freqüência de comportamentos hostis. Os comportamentos andando e explorando a instalação foram mais freqüentes nas baias com LD no período da tarde, sugerindo benefício da LD no período de maior temperatura. Os suínos do PPR reduziram o consumo de ração nos horários de estresse por causa do calor em relação aos alojados em baias com lâmina dágua, contudo aumentaram nos horários de temperaturas termoneutras, resultando em consumo final semelhante entre os animais alojados em baias com os dois tipos de pisos. Os resultados sugerem que há adaptação dos suínos de modo a ingerirem a mesma quantidade de raç
Biblioteca responsável: BR68.1