Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Effect of metabolizable energy levels and feeding programs on carcass quality and performance in broilers slaugthered lately - DOI: 10.4025/actascianimsci.v29i1.250 / Efeito dos níveis de energia e programas de alimentação sobre a qualidade de carcaça e desempenho de frangos de corte abatidos tardiamente - DOI: 10.4025/actascianimsci.v29i1.250

Ferreira Duarte, Karina; Mack Junqueira, Otto; da Silva Filardi, Rosemeire; Carlos de Laurentiz, Antonio; Borba Alves de Souza, Hirasilva; Maria Ferreira de Souza Oliveira, Tricia.
Acta Sci. Anim. Sci.; 29(1): 39-47, 2007.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-725093

Resumo

This experiment was conducted to evaluate the use of different energy levels and amino acid recommendations on carcass and meat quality of broilers from 42 to 57 days of age. It was used 1,600 one-day old male broilers (Cobb) in a completely randomized design arranged in a factorial scheme 2x4 with 3,200 and 3,600 kcal ME kg-1 and four different feed programs. The experimental period was from 42 to 57 days of age. From 1 to 41 days of age all birds received the same diets based on corn and soybean meal. Data from carcass yield (output carcass, relation weight breast and thigh and overthigh with the carcass weight) and muscle quality (color, pH, cooking weight loss, shearing force, water holding capacity and sensorial analysis) and data from performance (weight gain, feed intake, feed:gain ratio and energy conversion) were evaluated. The energy levels and different feed programs did not determine differences on carcass meet quality to justify the choice of amino acid levels and need to consider the energy levels and amino acid recommendations to determine the best cost-benefit. It was observed that 3,600 kcal ME kg-1 resulted in some improvement on performance, and the partition of digestible amino acid requirements during two periods resulted in worst performance.
O experimento foi realizado com o objetivo de avaliar diferentes níveis de energia e programas de alimentação sobre a qualidade de carcaça e carne de frangos de corte entre 42 e 57 dias de idade. Foram utilizados 1.600 pintos machos Cobb, em um delineamento inteiramente ao acaso, em esquema fatorial 2x4, sendo dois níveis de energia (3.200 e 3.600 kcal EM kg-1) e quatro programas de alimentação (recomendações de aminoácidos). Foram avaliados as características de carcaça (rendimento de carcaça, de peito e de coxas + sobrecoxas) e carne (cor, pH, perdas por cocção, força de cisalhamento, capacidade de retenção de água e análise sensorial) e os dados de desempenho (ganho de peso, consumo de ração, conversão alimentar e conversão calórica). Os níveis energéticos ou os diferentes programas de alimentação não determinaram diferenças expressivas na qualidade da carcaça ou de carne que justifiquem a escolha de um nível de energia ou de um programa alimentar, devendo prevalecer o nível energético e as recomendações de aminoácidos que determinem o maior custo-benefício. Observou-se que o nível de 3.600 kcal EM kg-1 proporcionou melhoria no desempenho das aves, enquanto que o fracionamento das exigências de aminoácidos digestíveis em dois períodos determinou piores resultados.
Biblioteca responsável: BR68.1