Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Replacement of tifton (Cynodon spp cv 85) hay by forage cactus and ingestive behavior of lactating holstein cows - DOI: 10.4025/actascianimsci.v27i4.1153 / Substituição do feno de capim tifton (Cynodon spp cv 85) por palma forrageira (Opuntia fícus indica Mill) e comportamento ingestivo de vacas da raça holandesa - DOI: 10.4025/actascianimsci.v27i4.1153

Costa Carvalho, Mauricéia; de Andrade Ferreira, Marcelo; Valéria de Araújo Cavalcante, Carmem; Sherlânea Chaves Véras, Antonia; Maria da Silva, Fabiana; de Azevedo, Marcílio.
Acta Sci. Anim. Sci.; 27(4): 505-512, 2005.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-725149

Resumo

The aim of this work was to evaluate the effects of replacement of tifton hay by forage cactus on the ingestive behavior of lactating Holstein cows. Five cows were assigned to a 5x5 square design. Each experimental period lasted 17 days, 10 for adaptation and 7 for data collection. The registration of the variable behaviors was accomplished visually, at intervals of five minutes, in 24 hours. The intake of dry matter, time expended in feeding and rumination, efficiency of feeding and rumination (g DM/h) were not affected by the forage cactus levels; resting time increased linearly, in function of the levels of decreased forage cactus in the diet; however the neutral detergent fiber intake, the total chewing time, the efficiencies of feeding and rumination (g NDF/h) and water intake decreased linearly, while levels of forage cactus increased in the diet
Objetivou-se com este trabalho estudar o efeito da substituição do feno de tifton por palma forrageira sobre o comportamento ingestivo de vacas da raça Holandesa em lactação. Foram utilizadas 5 vacas distribuídas em um quadrado latino 5x5. Cada período experimental teve duração de 17 dias, sendo 10 para adaptação e 7 para coleta de dados. O registro das variáveis comportamentais foi realizado de forma visual, a intervalos de cinco minutos, em 24 horas. O consumo de matéria seca, o tempo gasto em alimentação e ruminação, a eficiência de alimentação e ruminação (g MS/h) não foram influenciados pela palma; o tempo de ócio aumentou linearmente, em função dos níveis de palma na dieta; porém o consumo da fibra em detergente neutro, o tempo de mastigação total, as eficiências de alimentação e ruminação (gFDN/h) e consumo de água diminuíram linearmente à medida que se elevaram os níveis de palma na dieta
Biblioteca responsável: BR68.1