Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

In situ degradability of dry matter and crude protein of silages of different fractions of corn / Degradabilidade in situ da matéria seca e da proteína bruta de silagens da planta de milho, dos grãos úmidos e das espigas sem brácteas

Cabreira Jobim, Clóves; Andrade Reis, Ricardo; Nunes Martins, Elias; Regina Alcalde, Claudete; Rosa, Beneval.
Acta Sci. Anim. Sci.; 21: 665-670, 1999.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-725262

Resumo

The objectives of this experiment were to determine dry matter (DM) and crude protein (CP) in situ degradability and degradation rate for different parts of corn plant preserved as silage, as following: whole plant silage, high moisture grain, and ears. The analysis of the equation parameters for dry matter degradation showed that high moisture grain silage has higher soluble fraction as compared with ears silage and whole plant silage. In relation to the potentially soluble fraction there was a difference between the whole plant silage and ears silage and high moisture grain silage, with higher value for high moisture grain silage. High moisture grain silage and ears silage showed high effective DM and CP degradability maybe due to the cutting stage of the crop whose starch was stile highly susceptible to degradation and due to silage fermentation.
Este trabalho objetivou determinar a degradabilidade e a taxa de degradação in situ da matéria seca (MS) e da proteína bruta (PB) de silagens da planta inteira de milho, dos grãos úmidos e das espigas sem brácteas. A análise dos parâmetros da equação para degradação (DE) da MS revelou que a silagem de grãos úmidos de milho apresentou maior fração solúvel em relação às silagens de espigas e da planta inteira. No que concerne à fração potencialmente solúvel, houve diferenças entre a silagem da planta inteira e as silagens de espigas e de grãos, com maior valor para a silagem de grãos úmidos. As silagens de grãos úmidos e de espigas de milho sem brácteas apresentaram alta DE da MS e da PB, fato que pode ser atribuído ao estádio em que a cultura foi cortada, com amido presente na forma mais facilmente degradável e, também, em função das fermentações ocorridas no silo.
Biblioteca responsável: BR68.1