Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Sediment sample collecting in fish ponds - DOI: 10.4025/actascianimsci.v27i3.1217 / Coleta de amostras de sedimentos em viveiros de piscicultura - DOI: 10.4025/actascianimsci.v27i3.1217

Pereira Ribeiro, Ricardo; Sengik, Erico; Mauricio Lopera Barrero, Nelson; Leticia Ciola, Adriana; Luiz Marques Moreira, Heden; Rosa Sussel, Fabio; Lupchinski Junior, Enio; Benites, Celso.
Acta Sci. Anim. Sci.; 27(3): 399-403, 2005.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-725294

Resumo

Sample collecting is crucial for the representativeness of sediments analysis in fish pond. The number of samples and their randomization are among the various factors that may affect results. Current research aims to analyze and develop a technique for sample collecting in fish pond through the evaluation of the effects of the sample number on the variability of results obtained. A fry pond at the Fish culture Station of the State University of Maringá/Codapar, located in the district of Floriano, Maringá city, Paraná State, Brazil, was used. Whereas samples were collected in nine sites within the pond, according to the square division method, in a randomized imaginary S, a sample comprising 10 simple samples was randomly collected for comparison with the pond original soil at its margin. The main chemical characteristics of the original soil and of the pond sediments in the samples were determined. Highest variation coefficients among the characteristics were phosphorus and carbon; soil pH showed the lowest coefficient. It has been found that a representative sample, at 5% level, could be obtained from seven randomly collected simple samples at a 20% variation of the correct average. Fifty-six collections of simple samples were needed in the case of phosphorus and carbon, at 1% level of probability and 10% average variability. The six square division method plus the imaginary
A coleta de amostras é um ponto crítico para a representatividade da análise de sedimentos em viveiros de piscicultura. Entre os vários fatores que poderão afetar os resultados obtidos estão o número de amostras e sua casualização. O objetivo deste trabalho foi analisar amostras coletadas de sedimentos em viveiros de piscicultura, medindo o efeito do número de amostragens na variabilidade dos resultados obtidos. Para tal efeito, foi utilizado um viveiro para alevinagem localizado na Estação de Piscicultura da Universidade Estadual de Maringá/Codapar no distrito de Floriano (Maringá, Estado do Paraná). Foram coletadas amostras em nove pontos dentro do viveiro, seguindo os métodos de divisão em quadras, em S imaginário com casualização e coletada uma amostra composta por 10 amostras simples ao acaso do solo original do viveiro, localizado na periferia do mesmo, apenas para comparação. Nessas amostras foram determinadas as principais características químicas dos sedimentos do viveiro e do solo original. Os maiores coeficientes de variação entre as características estudadas foram observados na determinação do fósforo e do carbono e o menor coeficiente foi observado no valor de pH dos sedimentos. Determinou-se que com sete amostras simples coletadas ao acaso é possível obter-se uma amostra representativa ao nível de 5%, para uma variação de 20% da média verdadeira. Para o fósforo
Biblioteca responsável: BR68.1