Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Digestible lysine and methionine+cystine requirements of growing broilers / Exigências de lisina e metionina+cistina digestíveis em dietas para frangos de corte na fase de crescimento

José Baptista Barbosa, Maria; Mack Junqueira, Otto; de Oliveira Andreotti, Marcelo; Cardoso Cancherini, Luciana.
Acta Sci. Anim. Sci.; 23: 909-915, 2001.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-725326

Resumo

An experiment was conducted to evaluate the digestible lysine and methionine+cystine (met+cis) diet requirements for broiler chickens of 22 to 42 day-old, feed rations with 3 lysine levels (0.90; 0.99 and 1.09%) and 3 met+cis levels (0.74; 0.81 and 0.89%). Weight gain (WG) and feed conversion (FC) were better in medium and high levels of lysine. Feed intake (FI) and viability (V) were not affected. The met+cis levels did not affect performance. Best CA interaction occurred in the 2 highest levels of aminoacids. The rate of lysine efficiency was influenced by lysine levels, albeit not by met+cis levels. The rate of methionine efficiency was influenced by lysine and met+cis, with interaction for this parameter. Carcass weight, carcass yield, abdominal fat and chemical composition of the breast meat were not affected by lysine and met+cis. For best performance, the digestible lysine and methionine+cystine levels must be 0.99% and 0.74%, respectively. If focus is on carcass or cut yield, the requirements of digestible lysine and methionine+cystine were 0.90 and 0.74%, respectively.
O experimento foi realizado com o objetivo de estudar as exigências de lisina e de aminoácidos sulfurados digestíveis (met+cis) para frangos de corte. Foram utilizados frangos de 22 a 42 dias de idade, recebendo rações com 3 níveis de lisina (0,90; 0,99 e 1,09%) e 3 níveis de met+cis (0,74; 0,81 e 0,89%). O ganho de peso (GP) e a conversão alimentar (CA) foram melhores nos níveis médio e alto de lisina, porém o consumo de ração (CR) e a viabilidade (V) não foram afetados. Os níveis de met+cis não afetaram o desempenho. A melhor interação para a CA foi nos 2 níveis mais altos de aminoácidos estudados. A taxa de eficiência de lisina (TEL) foi influenciada pelos níveis de lisina, porém não o foi pelos níveis de met+cis. A taxa de eficiência de metionina (TEM) foi influenciada tanto pela lisina como pela met+cis com interação para este parâmetro. O peso, rendimento de carcaça e de cortes, gordura abdominal e a composição química da carne do peito não foram afetados pela lisina e met+cis. Os níveis de lisina e de aminoácidos sulfurados digestíveis para melhor desempenho foram 0,99% e 0,74%, respectivamente. Contudo, se o interesse for o rendimento de carcaça e de partes, as exigências de lisina digestível e de aminoácidos sulfurados digestíveis foram 0,90 e 0,74%, respectivamente.
Biblioteca responsável: BR68.1