Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Comparison between tracheal anastomosis suture with absorbable synthetic thread and with nonabsorbable synthetic thread in rabbits / Comparação da anastomose traqueal suturada com fio absorvível e inabsorvível em coelhos

Orlando Peralta Bandeira, César; José Teixeira Nigro, Amaury; Zavadinack Netto, Martin; Ribeiro Prado Filho, Orlando; Paulo Sales, Kelston.
Acta Sci. Biol. Sci.; 22: 615-619, 2000.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-725587

Resumo

Morphological and morphometric aspects of tracheal anastomosis in rabbits sutured with two absorbable synthetic threads and two nonabsorbable synthetic threads were compared in this study. The animals were divided into three equal groups of twenty-four individuals (A, B, C), for post-operation studies on the 7th, 14th and 28th day. Each group was subdivided into four equal subgroups of six animals. After the excision of three cartilaginous rings, the tracheal anastomosis was sutured with polygalactine 910, polydioxan, polypropylene and polyester thread. The macroscopic examination verified a tracheal fistula on the seventh postoperation day in the anastomosis sutured with polyester. Cicraticial stenosis was most intensive and frequent with polyester and polydioxan threads in all the periods observed. On the fourteenth and twenty-eighth post-operation days, the optical microscopy revealed a chronic inflammatory reaction with higher intensity in sutures with polyester, polydioxan and polypropylene with a clear correlation between intense chronic inflammatory reaction and the macroscopic bad results observed in the anastomoses sutured with such threads. The final results lead to the conclusion that polygalactine 910 provided the best cicratization for tracheal anastomosis in rabbits, followed by polypropylene. Polydioxan and polyester threads provided the worst anastomosis cicrati
Neste trabalho foram comparados aspectos mofológicos e morfométricos da anastomose traqueal em coelhos, com a sutrua realizada por dois fios sintéticos absorvíveis e dois fios sintéticos inabsorvíveis. Os animais foram separados em três grupos iguais de 24 animais (A, B e C), estudos nos 7º, 14º e 28º dias de pós-operatório. Cada grupo foi dividido em quatro subgrupos iguais de seis animais. Após a excisão de três anéis cartilaginosos, a anastomose traqueal foi realizada com o fio de poligalactina 910, polidioxanona, polipropileno ou poliéster. Ao exame macroscópico, verificou-se que ocorreu uma fístula traqueal no 7º dia de pós-operatório na anastomose suturada com o fio de poliéster. A estenose cicatricial ocorreu com maior intensidade e freqüência com os fios de poliéster e polidioxanona, em todos os períodos de observação. No 14º e 28º dias de pós-operatório, verificou-se, à microscopia óptica, reação inflamatória crônica com intensidade maior nas suturas com os fios de poliéster, polidioxanona e polipropileno, nesta ordem, com nítida correlação entre a resposta inflamatória crônica intensa e os maus resultados macroscópicos observados nas anastomoses onde foram utilizados estes fios. Os resultados obtidos permitiram concluir que o fio de poligalactina 910 apresentou os melhores resultados cicatriciais para a anastomose traqueal dos coelhos, seguido pelo fio de polipropilen
Biblioteca responsável: BR68.1