Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Collagen ultra-structural evaluation of the mongrel dogs medial collateral ligament associated with the oblique ligament after strain - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v27i2.1324 / Avaliação ultraestrutural do colágeno do ligamento colateral medial associado ao ligamento oblíquo da articulação do cotovelo de cão SRD após ensaio de tração - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v27i2.1324

Oliveira, Daniela; Martinez Baraldi Artoni, Silvana; Carlos Shimano, Antonio; Rita Pacheco, Maria; Regina Rossi, Juliana; Lania de Araujo, Marcos.
Acta Sci. Biol. Sci.; 27(2): 141-145, 2005.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-726047

Resumo

Ultrastructural evaluation of the collagen of the mongrel dog medial collateral ligament associated to the oblique ligament after strain. The present work aimed to observe the disposition of the collagen fibres of the medial collateral ligament of the elbow joint of the dog, when associated to the oblique ligament. Thus, 18 articulations were used, divided in three groups. A group had the medial collateral ligament collected and not stretched, other group had the collateral medial ligament stretched separately and the other group had both ligaments (medial collateral and oblique) stretched associately. The medial collateral ligament examined by scanning electron microscopy presented a wavy and reticular pattern of the collagen fibres when not submitted to strain, which was not totally destroyed when it was associated to the oblique ligament. When stretched separately, the medial collateral ligament after strain totally loses the reticular pattern, demonstrating the waste of the fibres to resist to the tension
O presente trabalho objetivou observar a disposição das fibras colágenas do ligamento colateral medial da articulação do cotovelo do cão, quando associado ao ligamento oblíquo submetido a ensaio de tração. Para tanto, foram utilizadas 18 articulações, divididas em três grupos, em que um grupo teve o ligamento colateral medial coletado e não tracionado, outro teve o ligamento colateral medial testado isoladamente e o outro grupo teve ambos os ligamentos (colateral medial e oblíquo) testados associadamente. O ligamento colateral medial, verificado por meio de microscopia eletrônica de varredura, apresentou um padrão ondulado e reticular das fibras colágenas quando não submetidos ao ensaio de tração, o qual não foi destruído totalmente quando associado ao ligamento oblíquo, após o ensaio. Quando analisado isoladamente, o ligamento colateral medial após ensaio de tração perde totalmente o padrão reticular, demonstrando o desgaste das fibras por resistir à tensão. O ligamento oblíquo, portanto, contribui para a integridade da arquitetura das fibras colágenas do ligamento colateral medial
Biblioteca responsável: BR68.1