Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Experimental canine leptospirosis. Evaluation of leptospira Patoc I, Rufino and Buenos Aires as antigen in both microscopic agglutination and complement fixation tests / Leotospirose canina experimental pelos sorotipos icterohaemorrgie canícola. Avaliação do emprego das amostras Patoc I, Rufino e Buenos Aires nas reações de soroaglutinação microscópica e de fixação de complemento

Kuribayashi Hagiwara, Mitika; de Almeida Santa Rosa, Carlos; Augusto Pinto, Aramis.
Braz. j. vet. res. anim. sci; 19(1): 61-66, 1982.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-727198

Resumo

The antibody evolution in two groups of dogs inoculated with a pathogenic leptospiras icterohaemorrhagiae and canicola was followed by microscopic agglutination and complement fixation tests in order to avaluate the usefulness of leptospiras Patoc I, Rufino and Buenos Aires as screening antigen in the diagnosis of leptospiral infection. Results showed that the antigens Patoc I and Rufino were inefficient in providing detected circulation antibodies tittles in experimentally infected animals. However, when, the Buenos Aires antigen was used, 87% of the animals infected with serovar icterohaemorrhagiae and 80% of those infected with serovar canicola showed significant tittles of agglutination and complement fixing bodies.
Procurou-se avaliar a potencialidade do emprego das estirpes aquícolas Patoc I, Rufino e Buenos Aires no diagnóstico da leptospirose canina, como antígeno único nas reações de soroaglutinação microscópica e fixação de complemento, através do acompanhamento sorológico de dois grupos de cães inoculados respectiva- mento com leptospiras patogênicas dos sorotipos icterohaemorrhagiae e canícula. As estirpes Patoc I e Rufino não foram eficientes em revelar anticorpos circulantes em ambos os grupos experimentais, tanto pela reação de soroaglutinação microscópica como pela reação de fixação de complemento em proporções que justifiquem seu uso como antígeno único. Entretanto, quando se empregou a estirpe Buenos Aires em ambas as reações, 87% dos cães inoculados com o sorotipo icterohaemorrhagiae e 80% dos inoculados com o sorotipo canícula apresentavam anticorpos circulantes detectados por esse antígeno, embora por um curto período de tempo, abrangendo do 7º. ao 28º. dias.
Biblioteca responsável: BR68.1