Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Occurrence of fungi of superficial lesion of dog in the city of São Paulo - Brazil / Ocorrência de fungos em lesões superficiais de cães na cidade de São Paulo, Brasil

Gambale, Walderez; Correa, Benedito; Rodrigues Paula, Claudete; Purchio, Adhemar; Eduardo Larsson, Carloes.
Braz. j. vet. res. anim. sci; 24(2): 187-192, 1987.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-727318

Resumo

It is presented the result of a mycological study performed in 212 dogs which showed superficial tesions clinically related to dermatomycosis, during the period of January till December, 1986. Through the direct microscopic examination and cultures isolation from the specimens, there were identified the following etiologic agents: Malassezia pachydermatis (49,5%); Microsporum canis (30,0%); M. gypseum (4,7%); Trichophyton mentagrophytes (0,9%). Several different genera were identified in low frequencies as follows: Candida; Trichosporon; Torulopsis; Geotrichum; Cephalosporium; ScopuI ariopsis and a dematiaceous fungi. The highest frequency of dermatomycosis occurred in the group of dogs which had less than 11 months old.
Foram estudados 212 casos de cães com suspeita clinica de dermatomicose, no período de janeiro a dezembro de 1986. Deste total investigado, foram diagnosticados, através de exame microscópico direto e cultivo, 107 casos de dermatomicoses (50,5%). Malassezia pachydermatis foi o agente predominante (43,5%) seguido dos dermatófitos Microsporum canis (30,0%), M. Gypseum (4,7%), Trichophyton mentagrophytes (0,9%). Outros fungos como Candida sp, Trichosporon sp, Torulopsis sp, Geotrichum sp, Cephalosporium sp, Scopularopsis sp e fungos dematáceos foram isolados, sendo discutível sua participação na etiologia primária das lesões. De acordo com a faixa etária, a maior prevalência ocorreu no grupo de até 11 meses e com referência ao sexo, não houve predominância significativa.
Biblioteca responsável: BR68.1