Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Aortic lesions caused by Spirocerca lupi (Rudolphy, 1809) Nematoda, spiruroidea, in dogs / Lesões aórticas produzidas por Spirocerca lupi (Rudolphy, 1809) Nematoda, Spiruroidea, em cães

Guimarães Ferri, Antonio; Mafuz Saliba, Adayr.
Braz. j. vet. res. anim. sci; 5(4): 587-592, 1956.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-727517

Resumo

75 cases of aortic lesions caused by S. lupi are analized as found in 1661 post mortem of dogs. The gross and microscopic aspect are described and frequency of this parasitosis in São Paulo as well as the biological cycle in the dog and its relation to the lesions observed is discussed. Based on their findings the authors conclude as follows: 1) The incidence of S. lupi in São Paulo is 4.5%. 2) The parasite was found to systematically cause arterial and aesophagic lesions in this town. 3) There is, usually, an aneurisma sacciformis as consequence of a previous inflammatory process in the aorta thoracica. 4) The mesarteric layer is particularly damaged by this process, and there the normal tissue is replaced by connective tissue which is then hyalinized. The fibroid layer is usually hyperplastic. 5) In those cases where ossification of the arterial wall is observed, this process is always found to be membranous.
Os autores estudaram, no presente trabalho, 75 casos de lesões aórticas provocadas por S. lupi, obtidos em 1661 necroscopias de cães. Descrevem macro e microscopicamente as lesões, discutindo a freqüência da parasitose em São Paulo e o ciclo evolutivo do parasita no hospedeiro definitivo em face das lesões observadas. Baseados nas observações, concluem: 1) A freqüência do S. lupi em São, Paulo é de 4,5%. 2) O parasita determina sistemàticamente lesões arteriais e esofágicas, em nosso meio. 3) As lesões na aorta torácica são inicialmente de caráter inflamatório e posteriormente, como seqüela, aparece um aneurisma sacciforme. 4) O processo atinge particularmente a mesartéria, onde o tecido normal é substituído por tecido conjuntivo que se hialiniza. Há também hiperplasia da camada fibróide. 5) Nos casos onde se verifica ossificação da parede arterial, o processo é do tipo membranoso.
Biblioteca responsável: BR68.1