Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Peritonite pós-cobertura em cadela Boxer apresentando síndrome de ovário remanescente (SOR)

Emanuel Almeida Biscarde, Carmo; Rosária Dias Maziero, Rosiára; Carlos Prestes, Nereu; Clara Costa Mattos, Maria; Augusto Monteiro, Gabriel; Jorge Pereira Stelmann, Ulisses; Henrique Marques Araújo, Gustavo; Dias Bicudo, Sony.
Acta Sci. vet.; 37(4): 375-378, 2009.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-731327

Resumo

A sindrome do ovario remanescente (SOR) e definida como a persistencia da atividade ovariana em femeas castradas cirurgicamente (OSH), nas quais permanece parte do ovario ou todo ele se vasculariza, tornando-se funcional, podendo ocorrer em gatas e cadelas. Esta condicao proporciona a continuacao de sinais indesejaveis ligados ao estro, como atracao de machos, secrecao sanguinolenta, inquietacao, pseudociese, dentre outros. O tratamento definitivo desta sindrome e a remocao cirurgica do tecido ovariano presente. Este procedimento deve ser realizado na fase estrogenica do ciclo estral, com a finalidade de facilitar a localizacao do tecido ovariano com os foliculos presentes. Nao ha referencias na literatura sobre as consequencias de uma possivel cobertura, portanto descreve-se este caso com o objetivo relatar uma peritonite desencadeada apos monta natural em cadela portadora de SOR, atendida no Hospital Veterinario da Faculdade de Medicina  Veterinaria e Zootecnia da UNESP, campus Botucatu, Sao Paulo, Brasil.
Biblioteca responsável: BR68.1