Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Fatores que contribuem para a falta de uniformidade de suínos de terminação

Nunes de Almeida, Marcelo; Bonfanti Gheller, Neimar; Tesche Lippke, Ricardo; José Mores, Tiago; Teixeira Oliveira, Fábio; Lourdes Bernardi, Mari; Gustavo Corbellini, Luis; Emilio Santos Neves de Barcellos, David.
Acta sci. vet. (Online); 37(1): 31-37, 2009.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-731351

Resumo

O aumento na variabilidade de peso ao abate vem sendo uma das maiores preocupações para a eficiente produção de suínos. Isso gera repercussão no manejo, logística de transporte que gera perdas econômicas potenciais, pela falta da expressão completa da capacidade de crescimento dos leitões, além das perdas para a indústria. A mudança nos sistemas de produção de contínuo para todos dentro-todos fora desempenhou importante papel para esta preocupação. O presente estudo visou caracterizar suínos com maior chance de pertencerem ao grupo de animais com baixo peso ao final do período de terminação. Foram definidos como de baixo peso animais que ao final do período de terminação compunham o grupo dos 15% mais leves do lote. Foram avaliados 440 animais (237 machos e 203 fêmeas) de três diferentes origens (Unidades Produtoras de Leitões UPLs 1, 2 e 3) alojados em duas terminações (A e B). Eles foram classificados em grupos segundo sexo e peso de alojamento, e foram anotados dados da ocorrência de doenças durante o período experimental. A chance dos leitões pertencerem à categoria de baixo peso ao final do período de terminação diminuiu na medida em que o peso de entrada aumentou (P
Biblioteca responsável: BR68.1