Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Uso de triancinolona local em uma gata com estenose esofágica

Barão Corgozinho, Katia; Neves, Adriana; Belchior, Cristiane; Toledo, Flávia; Justen Moreira de Souza, Heloisa; Santana da Hora, Aline.
Acta sci. vet. (Online); 34(2): 175-178, 2006.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-733313

Resumo

A estenose esofágica é uma inflamação no esôfago acometendo as camadas submucosa e muscular com formação de tecido fibroso. O sinal clínico predominante de tal alteração é a regurgitação. O diagnóstico definitivo é realizado através de radiografia contrastada do esôfago e endoscopia. O tratamento inclue os procedimentos conservativos (dilatação através de balão ou por uso de velas) ou cirúrgicos (ressecção e anastomose). O objetivo desse trabalho é relatar o uso de triancinolona local em uma gata com estenose esofágica. Um felino de oito anos de idade, castrada apresentava estenose no esôfago proximal, a causa suspeita foi à ingestão de medicamentos. O tratamento escolhido foi dilatação pelo uso de balão. Após a sétima endoscopia, a gata apresentava regurgitação refratária à dilatação, então foi decidida a administração local de triancinolona. A triancinolona intralesional foi associada com resolução dos sinais nessa paciente. A gata permanece bem seis meses após o corticóide local, apenas regurgita ração de grãos grandes.
Biblioteca responsável: BR68.1