Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Mosquitoes (Diptera: Culicidae) from crepuscular period in an Atlantic Forest area in Southern Brazil / Mosquitos (Diptera: Culicidae) do período crepuscular em área de Floresta Atlântica no sul do Brasil

Orlandin, E; Santos, E. B; Piovesan, M; Favretto, M. A; Schneeberger, A. H; Souza, V. O; Muller, G. A; Wagner, G.
Braz. J. Biol.; 77(1): 60-67, jan.-mar. 2017. graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-734890

Resumo

Crepuscular period is one of the factors that may influence the biting activity of mosquitoes. Many of these insects have a peak activity in this period. The purpose of this study was to investigate the afternoon crepuscular activity of Culicidae in a remaining area of Atlantic Forest in western Santa Catarina, southern Brazil. Moreover, the possible influence of abiotic factors, the abundance and species richness were verified. In order to better analyze the influence of crepuscular period in specific composition and abundance of mosquitoes, the dusk was divided into three periods: pre-sunset, sunset and post-sunset. At the end of the study, nine hundred and eight four specimens distributed in 12 genera and 23 species were collected. Trichoprosopon pallidiventer (Lutz, 1905) (59.76%), Aedes crinifer (Theobald, 1903) (8.13%), Ae. scapularis (Rondani, 1848) (5.89%) were the most abundant species. Spring time presented the greatest abundance and species richness. During the study, among the three periods evaluated, pre-sunset had the greatest abundance and post-sunset the lowest. Pre-sunset and sunset had the greatest similarity between species. Regarding to the abiotic factors evaluated seven and 15 days before sampling, they did not present significant correlation for the three most abundant species. However, temperature had a positive correlation to these species. Moreover, the correlation between collected species and its possible role as vectors of etiological agents of diseases was discussed.(AU)
O período crepuscular é um dos fatores que pode influenciar na atividade hematofágica dos mosquitos. Muitos desses insetos iniciam ou terminam suas atividades nesse período. O objetivo deste trabalho foi estudar os Culicidae que ocorrem no crepúsculo vespertino em uma área de Floresta Atlântica no oeste de Santa Catarina, sul do Brasil. Além disso, foi analisada a possível influência de fatores abióticos, bem como abundância e riqueza de espécies. Para melhor avaliar a influência do período crepuscular na composição das espécies e na abundância destas, o crepúsculo foi dividido em três períodos: pré-crepúsculo, crepúsculo e pós-crepúsculo. Ao final do estudo foram coletados 984 exemplares distribuídos em 12 gêneros e 23 espécies. Trichoprosopon pallidiventer (Lutz, 1905) (59,76%), Aedes crinifer (Theobald, 1903) (8,13%) e Ae. scapularis (Rondani, 1848) (5,89%) foram as espécies mais abundantes. A maior abundância e riqueza de espécies se deram na primavera. Dentre os três períodos estudados, o pré-crepúsculo apresentou a maior abundância de mosquitos, em contrapartida, o pós-crepúsculo apresentou a menor abundância. Os períodos pré-crepuscular e crepuscular apresentaram maior similaridade entre si com relação à composição das espécies. Relacionando os fatores abióticos e as três espécies mais abundantes, não foi observada correlação significativa nos dados avaliados nos sete e 15 dias anteriores às coletas. Entretanto, a temperatura apresentou uma correlação positiva para estas três espécies. A relação entre as espécies coletadas e a potencial transmissão de agentes etiológicos causadores de doenças foi comentada.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1