Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Wildlife population control ­ reproductive physiology under the influence of contraceptive methods in mammalian wildlife, with emphasis on immunocontraception: the best choice? A literature review / Controle da população em animais selvagens ­ fisiologia reprodutiva sob a influência de métodos anticoncepcionais em animais mamíferos, com ênfase na imunocontracepção: a melhor escolha? Uma revisão da literatura

Rosenfield, Derek Andrew; Pizzutto, Cristiane Schilbach.
Braz. j. vet. res. anim. sci; 55(1): 1-16, 2 abr. 2018. ilus, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-734922

Resumo

Human-wildlife conflicts, a growing and sad reality worldwide, makes population control of wildlife and feral animals one of the biggest challenges in wildlife management, especially due to the rapidly expanding human population, and consequently the ever-diminishing natural habitats of animals. Human activities and the destruction of nature forcing wildlife to move inevitably into urban and agricultural areas, causing "conflicts", such as the risk of zoonosis and traffic accidents, as well as damage to crops in the search for food, whose losses reach millions of dollars. For decades, science has been engaged in extensive efforts to develop methods of "humane" population control methods, and many techniques are being employed in order to control wildlife population. In this article, we present an overview of applied contraceptive methods with simplified graphic demonstrations of their interactions with reproductive physiology, furthermore relating pro and contra of utilized antifertility agents. These are being compared to a set of desired characteristics for free-ranging wildlife for in-field applications, with emphasis on reversible immunocontraception ­ concluding, therefore, the reasons why this concept is becoming the most appropriate and promising for free-ranging wildlife.(AU)
Os conflitos Humanos-Animais Selvagens são uma realidade crescente e triste no mundo inteiro, tornando o controle populacional da fauna silvestre e animais ferais o maior desafio, principalmente diante do crescimento da população humana e, consequentemente, da diminuição dos habitats naturais dos animais. As atividades humanas e a destruição da natureza, forçam os animais de vida livre a se dirigirem para áreas urbanas e agrícolas, inevitavelmente, causando conflitos, como o risco de zoonoses, acidentes de trânsito, bem como danos às plantações, quando em busca de alimentos, cujo prejuízo chega a milhões de dólares. Durante décadas, a ciência esteve empenhada em esforços extensivos para desenvolver métodos de controle populacional "humano"; e muitas técnicas foram utilizadas, a fim de se realizar um controle populacional destes animais silvestres. Neste artigo será apresentada uma visão geral dos métodos anticoncepcionais aplicados, com demonstrações gráficas simplificadas de suas interações com a fisiologia reprodutiva, bem como relacionando os prós e os contras dos agentes antifertilidade empregados; também serão comparados com um conjunto de características desejadas para as aplicações em fauna a campo, com ênfase em imunocontracepção reversível, concluindo assim, com as razões do porque este conceito torna-se o mais apropriado e promissor para animais silvestres de vida livre.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1