Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Partial cystectomy and bilateral ureteroneocystostomy for resection of invasive transitional cell carcinoma involving the trigone area of the bladder in a dog - case report / Cistectomia parcial e uretroneocistostomia bilateral para ressecção de carcinoma invasivo de células de transição envolvendo área trigonal de bexiga em cão - relato de caso

Ribeiro, J. O; Wittmaack, M. C. N; Gomide, P. R. S; Montanhim, G. L; Sembenelli, G; Ferreira, M. G. P. A; Cosentino, P. D; Nardi, A. B de; Moraes, P. C.
Arq. bras. med. vet. zootec; 70(3): 661-666, Maio-Jun. 2018. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-735103

Resumo

This study aims to report the technique of partial cystectomy and bilateral ureteral reimplantation for resection of transitional cell carcinoma (TCC) in the trigone region of the bladder and the long-term follow-up in a Bernesse Mountain dog. The proposed surgical technique was considered viable and a potential treatment option for TCC in bladder trigone, with benefits regarding the prevention of urinary tract obstruction due to neoplastic growth and local removal of the primary tumor, which may limit or delay the spread of the disease even without adjuvant chemotherapy. The main disadvantages related to the described technique are ureteral stricture, intermittent cystitis and local relapse. However, the results are acceptable considering the long-term survival of 610 days in the case described.(AU)
Esse estudo tem como objetivo relatar a técnica de cistectomia parcial e reimplantação uretral bilateral para ressecção de carcinoma de células de transição em região trigonal de bexiga e seguimento clínico de cão da raça Bernesse Mountain. A técnica cirúrgica proposta foi considerada viável e opção potencial de tratamento com benefícios na prevenção de obstrução de trato uretral devido a crescimento neoplásico e remoção local de tumor primário que pode limitar ou retardar a disseminação da doença mesmo sem quimioterapia adjuvante. A principal desvantagem relatada em relação à técnica descrita são constrição uretral, cistite intermitente, e relapso local. No entanto, os resultados são aceitáveis levando em consideração a sobrevida a longo prazo de 610 no caso descrito.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1