Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Efeito de estresse subletal pelo frio em células de Lactobacillus rhamnosus GG em suco misto de juçara e manga

Rodrigues, Maria Paula Jensen; Dias, Thamiris Cabrini Ventura; Martins, José Manoel; Martins, Maurilio Lopes.
Hig. alim.; 32(280/281): 74-78, maio-jun. 2018. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-735161

Resumo

Lactobacillus rhamnosus GG é uma bactéria probiótica, Gram-positiva, não esporulada, catalase negativa, microaerofílica e não fermentadora de lactose. Assim, produtos lácteos fermentados não são bons carreadores desse micro-organismo, mas, produtos de origem vegetal, como sucos, podem veicular essa bactéria. Entretanto, a acidez desses alimentos pode inibir a viabilidade de probióticos. Por outro lado, a exposição de micro-organismos a um estresse prévio subletal faz com que ocorra a ativação de mecanismos celulares regulatórios e os mesmos quando expostos a uma condição de estresse subletal previamente são mais resistentes às condições de estresse subsequentes. Neste trabalho avaliou-se o estresse subletal pelo frio em células de L. rhamnosus GG em suco misto de juçara e manga durante 60 dias de armazenamento a 7ºC. Foram realizados dois tratamentos sendo eles, controle e estresse subletal pelo frio no qual L. rhamnosus GG foi armazenado a 4 ºC por sete dias em caldo deMan Rogosa Sharpe (MRS). Após, a centrifugação foi realizada e o pellet de células foi inoculado em suco misto de juçara e manga. A análise de viabilidade por plaqueamento foi realizada nos tempos 0, 7, 14, 21, 28, 45 e 60 dias em ágar MRS. Com 28 dias de armazenamento houve redução de 0,59 ciclo logaritimico na contagem para o tratamento controle e 0,80 ciclo logaritimico para o tratamento em que as células passaram pelo estresse subletal pelo frio e com 60 dias houve redução da contagem do tratamento controle de 1,69 ciclo logaritimico e para o tratamento de estresse subletal de 1,9 ciclo logaritimico. Dessa forma, o estresse subletal pelo frio aplicado não foi suficiente para ativar os mecanismos de resposta ao estresse em L. rhamnosus GG quando veiculado em suco misto de juçara e manga.(AU)
Lactobacillus rhamnosus GG is a probiotic, Gram-positive, non-spore forming, catalase-negative, microaerophilic and non-fermenting lactose bacterium. Therefore, fermented dairy products are not good carriers of this microorganism, so products of vegetable origin, such as juices, can vehicle this probiotic. However, the acidity present can inhibit the viability of probiotic microorganisms. On the other hand, the exposure of microorganisms to a previous sublethal stress causes the activation of regulatory cellular mechanisms. Therefore, microorganisms that are exposed to a sublethal stress condition previously are more resistant. This worke valuated the sublethal cold stress in L. rhamnosus GG cells in mixed juçara and mango juice for 60 days at 7 ºC. Two treatments were carried out, being control and sublethal cold stress in which L. rhamnosus GG was stored at 4 °C for seven days in Man Rogosa Sharpe broth (MRS). After centrifugation, the cell pellet was inoculated in mixed juçara and mango juice. The viability analysis by plating was performed at times 0,7, 14, 21, 28, 45 and 60 days. With 28 days of storage there was a reduction of 0.59 logarithmic cycle for the control and 0.80 logarithmic cycle for the treatment of sublethal stress, and with 60 days the count of L. rhamnosus GG in the control treatment reduced 1.69 logarithmic cycle and 1.9 logarithmic cycle for the treatment of sublethal stress. Thus, the application of sublethal stress by cold was not enough to activate the mechanisms of stress response in L. rhamnosus GG when served by mixed juçara and mango juice.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1