Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Quantitative anatomy and in situ ruminal degradation parameters of elephant grass under different defoliation frequencies / Anatomia quantitativa e parâmetros de degradação ruminal in situ do capim-elefante sob diferentes frequências de desfolhação

Sanchês, Sâmara Stainy Cardoso; Araújo, Ricardo Alves de; Rodrigues, Rosane Cláudia; Costa, Clésio dos Santos; Santos, Francisco Naysson de Sousa; Rodrigues, Ivone da Silva; Jesus, Ana Paula Ribeiro de; Lima, Noilson Monteles de.
R. bras. Saúde Prod. Anim.; 19(2): 166-177, Jun.2018. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-735226

Resumo

This study aimed to determine the area occupied by different tissues present in the leaf blade and the in situ degradability of leaf and stem of elephant grass (Pennisetum purpureum Schum.) under different defoliation frequencies (30, 45, 60, 75 and 90 days). Plants were classified into three levels of insertion in the tiller (apical, medial and basal). The results were presented as a proportion of the area of each tissue in relation to the total area of the leaf blade, namely, parenchyma tissue (PT), lignified vascular tissue (LVT) and non-lignified vascular tissue (NLVT). The proportion of tissue in the leaf blade is altered in accordance with the insertion in the tiller and increase in cutting age of the plant. PT has greater proportion at lower cutting ages, LVT increases with frequency and NLVT is higher at 60 days. The parameters of DM degradation in the two fractions evaluated decreased significantly with increasing maturity of the plant. The effective degradability of CP in leaf and stem decreased with the increase in the rate of passage (2, 5, and 8% h-1). The highest rate (c) of CP degradation for the leaf fraction was obtained with a frequency of 60 days, for the stem, with 45 days. The advance in plant maturity increases the proportion of lignified vascular tissue, thus influencing the ruminal degradation parameters of elephant grass. The defoliation frequency of 60 days offers an optimal point regarding the proportion of anatomical tissues correlated with the degradation of elephant grass.(AU)
Objetivou-se determinar a área ocupada pelos diferentes tecidos presentes na lâmina foliar e a degradabilidade in situ das frações folha e colmo do capim-elefante (Pennisetum purpureum Schum.) sob diferentes frequências de desfolhação (30, 45, 60, 75 e 90 dias). As plantas foram segmentadas em três níveis de inserção no perfilho (apical, medial e basal). Os resultados foram apresentados como proporção da área de cada tecido em relação à área total da lâmina foliar, sendo estes, tecido parenquimático (TP) tecido vascular lignificado (TVL) e tecido vascular não lignificado (TVNL). Observou-se que a proporção de tecido na lâmina foliar é alterada de acordo com a inserção no perfilho e com a diminuição da frequência de desfolhação. O TP tem maior proporção nas maiores frequências de desfolhação, TVL aumenta com a frequência e o TVNL é maior aos 60 dias. Os parâmetros de degradação da MS nas duas frações avaliadas diminuíram significamente com o aumento na maturidade da planta. A degradabilidade efetiva da PB nas frações folha e colmo diminuíram com o aumento na taxa de passagem (2, 5 e 8% h-1). A maior taxa de degradação (c) da PB para fração folha foi obtida com a frequência de 60 dias, j á o colmo aos 45 dias. Com o avanço na maturidade da planta aumenta a proporção de tecido vascular lignificado influenciando nos parâmetros de degradação ruminal do capim- elefante. A frequência de desfolhação de 60 dias apresenta um ponto ótimo quanto à proporção de tecidos anatômicos correlacionados com a degradação do capim-elefante.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1