Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Evaluation of electrosurgery and titanium clips for ovarian pedicle haemostasis in video-assisted ovariohysterectomy with two portals in bitches

Guedes, Rogério Luizari; Souza, Fernando Wiecheteck de; Freitas, Gabrielle Coelho; Gomes, Cristiano; Castro, Jorge Luiz Costa; Marconato, Francieli; Castro, Verônica Souza Paiva; Pippi, Ney Luis; Dornbusch, Peterson Triches.
Ci. Rural; 47(2)2017.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-736738

Resumo

ABSTRACT: This study evaluated the use of bipolar electrosurgery and laparoscopic clipping, and their effects on blood loss and the inflammatory response, during a two portal video-assisted ovariohysterectomy technique (two groups with 10 animals each). Surgical time and blood loss volume were significantly lower in the electrosurgery group. There were no significant changes in haematocrit between groups; however, haematocrit did differ between evaluated times, and decreased 10% from the initial measurement to four hours after the procedure. The inflammatory response was significantly higher throughout the post-surgical period, but without any different clinical signs between the two groups. Both techniques had good application for the two portal video-assisted procedure; however, the bipolar electrosurgery allowed for shorter surgical times, reduced blood loss and a minimal learning curve for the surgeon.
RESUMO: Este estudo avaliou a utilização da eletrocirurgia bipolar e do clipador laparoscópico em relação à perda sanguínea e resposta inflamatória durante a ovariohisterectomia videoassistida com dois portais (dois grupos com 10 animais). O tempo cirúrgico, assim como o volume de sangue perdido foram significativamente menores no Grupo Bipolar. Não houve mudanças significativas no hematócrito entre os grupos, mas entre os tempos avaliados houve redução de 10% do valor inicial até quatro horas após o procedimento. A resposta inflamatória foi significativamente maior durante todo o período de avaliação após a cirurgia, mas sem manifestações clínicas diferentes daquelas apresentadas pelo Grupo Clipador. Ambas as técnicas têm boa execução pelo procedimento videoassistido, contudo, o uso da eletrocirurgia bipolar permite tempos cirúrgicos menores, perda de sangue mínima e menor curva de aprendizado para o cirurgião.
Biblioteca responsável: BR68.1