Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Choledocystus elegans (Digenea: Plagiorchiidae) of Leptodactylus paraensis (Amphibia: Leptodactylidae) from the Brazilian Amazon / Choledocystus elegans (Digenea: Plagiorchiidae) de Leptodactylus paraensis (Amphibia: Leptodactylidae) da Amazônia brasileira

Gomes, Tássia Fernanda Furo; Melo, Francisco Tiago de Vasconcelos; Giese, Elane Guerreiro; Furtado, Adriano Penha; Santos, Jeannie Nascimento dos.
R. bras. Parasitol. Vet.; 26(4): 511-515, out.-dez. 2017. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-737700

Resumo

The trematodes are parasites of the several vertebrates including amphibians, however the knowledge about of the taxonomy these parasites is still confuse. The trematode Choledocystus elegans was found in the small intestine of the Leptodactylus paraensis in eastern Amazon and presents the following characteristics: several pointed tegumentary spines, papillae on the outer and inner edges of the oral and ventral suckers, a round, well-developed cirrus sac, a well-developed cirrus, oblique testicles, a ovary right side, uterine loops extending between the testicles, follicular vitellaria distributed throughout the body, starting at the genital pore region and caeca close the end of the body. For the first time, this study identified C. elegans parasitizing L. paraensis and describes morphological aspects never characterized using light and scanning electron microscopy.(AU)
Os trematodas são parasitas de vários grupos de vertebrados incluindo os anfíbios, contudo o que se conhece sobre a taxonomia destes parasitas ainda é confusa. O trematoda Choledocystus elegans foi encontrado no intestino delgado de Leptodactylus paraensis na Amazônia oriental e apresenta as seguintes características: vários espinhos pontiagudos no tegumento, papilas nas bordas externa e interna das ventosas orais e ventrais, bolsa do cirro bem desenvolvida contendo um cirro desenvolvido, testículos oblíquos, ovário destro, alças uterinas que se estendem entre os testículos, folículos vitelínicos distribuída por toda a lateral do corpo, começando ao nível do poro genital e cecos intestinais chegando até a região posterior do corpo do helminto. Pela primeira vez, este estudo identificou C. elegans parasitando L. paraensis e descreve aspectos morfológicos nunca caracterizados usando microscopia de luz comum e eletrônica de varredura.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1