Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Osteossíntese minimamente invasiva com placa: revisão de literatura

Coris, Jeniffer Gabriela Figueroa; Rahal, Sheila Canevese; Murakami, Vanessa Yurika; Maia, Suellen Rodrigues; Dias, Fernanda Gosuen Gonçalves.
R. cient. eletr. Med. Vet.; (31)jul. 2018.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-738129

Resumo

A técnica de Osteossíntese Minimamente Invasiva (MIPO) ainda não é difundida em medicina veterinária.Tendo em vista que as fraturas de ossos longos são frequentemente atendidas na rotina clínica cirúrgica veterinária, o médico veterinário deve ter pleno conhecimento sobre as técnicas de osteossíntese disponíveis; dentre as mais comuns, destacam-se as placas metálicas, pinos intramedulares, fios de cerclagem, fixadores externos e hastes bloqueadas. Na MIPO busca-se a mínima manipulação do foco de fratura, preservando o suprimento vascular, permitindo melhor e mais rápida consolidação óssea. Assim, esta revisão tem por objetivo descrever alguns métodos de osteossíntese, especialmente a MIPO.(AU)
The technique of osteosynthesis Minimally Invasive (MIPO) is not widespread in veterinary medicine. Given that the long bone fractures are often treated at veterinary surgical clinic routine, the veterinarian must have full knowledge about the osteosynthesis techniques available; among the most common have metal plates, intramedullary pin, cerclage wires, external fixators and interlocking nails. On the MIPO technique follows the which seeks to minimal manipulation of the fracture core, preserving the vascular supply, enabling better and faster bone healing. Therefore, this review aims to describe some concepts on the consolidation of fractures, internal fixation methods, especially the MIPO.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1