Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Soybean protein concentrate in Pacific white shrimp reared in bioflocs: effect on health and vibrio challenge / Concentrado proteico de soja em dietas para camarão-branco-do-pacífico criado em sistema de bioflocos: efeito na saúde e desafio com vibrio

Schleder, Delano Dias; Jatobá, Adolfo; Silva, Bruno Corrêa da; Ferro, Daniel Paulo Damin; Seiffert, Walter Quadros; Vieira, Felipe do Nascimento.
Acta sci., Anim. sci; 40: e42570-e42570, 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-738833

Resumo

Litopenaeus vannamei shrimp were reared in a bioflocs system and fed different levels of soybean protein concentrate as a replacement for fishmeal, and both immunological parameters of this marine shrimp and its resistance to Vibrio sp. infection (CPQBA 378-12 DRM01) were evaluated. Four different diets were formulated with 0, 33, 66 and 100 % of soybean protein concentrate as a substitute for fishmeal. Shrimp were reared in a biofloc system in twelve 800 L tanks (250 shrimp m-3) maintained at constant aeration and temperature. After 42 days, 36 animals (14.21 ± 0.89 g) per treatment were challenged with Vibrio sp. (1 x 105 CFU mL-1 - LD10), and hemolymph was collected before and after challenge to perform immunological assays (agglutination titer, concentration of protein and phenoloxidase activity). Shrimp fed with the experimental diets showed no difference in their resistance to infection and haemato-immunological parameters. Thus, rearing L. vannamei in a biofloc system on diets containing either partial or total replacement of fishmeal for soybean protein concentrate did not affect either immunocompetence or susceptibility to infection.(AU)
O presente trabalho avaliou os parâmetros imunológicos e a resistência contra o Vibrio sp. (CPQBA 378-12 DRM01) de camarões marinhos Litopenaeus vannamei alimentados com diferentes níveis de concentrado proteico de soja em substituição à farinha de peixe e cultivados em sistema de bioflocos. Foram formuladas quatro dietas com 0, 33, 66 e 100 % de concentrado proteico de soja em substituição a farinha de peixe. Os camarões foram cultivados em 12 tanques de 800 L com 250 camarões m-3, sob temperatura e aeração constantes. Após 42 dias, 36 animais (14,21 ± 0,89 g) por tratamento foram desafiados com Vibrio sp. (1 x 105 UFC mL-1 - DL10). Antes e após o desafio foi coletada hemolinfa para avaliação dos parâmetros imunológicos (título aglutinante, concentração de proteína no soro e atividade da fenoloxidase). Não houve diferença na resistência ao desafio e nos parâmetros imunológicos entre os tratamentos. Portanto, o cultivo de L. vannamei em sistema de bioflocos utilizando dietas com substituição total ou parcial com concentrado proteico de soja não afeta sua imunocompetência e susceptibilidade a infecção bacteriana.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1