Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Consorciação de estilosantes Campo Grande e capim-marandu em sistema silvipastoril e sol pleno durante a fase de estabelecimento / Mixed pastures of Stylosanthes Campo Grande and Marandu palisadegrass in a silvopastoral system and under full sunlight during the establishment phase

Rodrigues, B. M; Braz, T. G. S; Frazão, L. A; Almeida, B. Q; Alves, M. A; Silva, A. C. C. V; Oliveira, M. E. M; Vieira, T. R.
B. Indústr. Anim.; 752018. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-738933

Resumo

The objective was to evaluate the production, structure and botanical composition of intercropped Marandu palisadegrass and Stylosanthes Campo Grande grown under full sunlight and in a silvopastoral system at different distances from the trees during the establishment phase. A completely randomized design with six replicates was used, in which growth was evaluated in a silvopastoral system at distances of 2.5 and 5.0 m from the trees and under full sunlight. The dry mass of Marandu palisadegrass was higher under full sunlight (4,074.1 kg/ha) compared to the silvopastoral system (2,283.4 kg/ha) and for the distance of 5.0 m (2,708.1 kg/ha) compared to 2.5 m (1,858.7 kg/ha). The dry mass of Stylosanthes was not influenced by the cultivation system or distance from the trees and was 134.0 kg/ha. The participation of Stylosanthes in the botanical composition was lower under full sunlight (3.59%) compared to the silvopastoral system and lower for 5.0 m (4.76%) compared to 2.5 m (7.32%). Full sunlight also stimulated tillering, percentage of stems and height of Marandu palisadegrass and reduced its leaf:stem ratio. The silvopastoral system and the proximity of trees reduce forage production by Marandu palisadegrass and increase the participation of Stylosan-thes in the botanical composition of the pasture.(AU)
O objetivo foi avaliar a produção, estrutura e composição botânica dos pastos consorciados de capim-marandu e estilosantes Campo Grande em sol pleno e sistema silvipastoril a diferentes distâncias das árvores durante o estabelecimento. O delineamento foi inteiramente ao acaso com seis repetições, onde avaliaram-se o cultivo em sistema silvipastoril a 2,5 e 5,0 m de distância das árvores e em sol pleno. A massa seca de capim-marandu foi superior no sol pleno (4074,1 kg/ha) em relação ao silvipastoril (2283,4 kg/ha) e foi superior a 5,0 m (2708,1 kg/ha) em relação a 2,5 m (1858,7 kg/ha) de distância das árvores. A massa seca de estilosantes não foi influenciada pelos sistemas de cultivo e pela distância das árvores e assumiu valor de 134,0 kg/ha. A participação do estilosantes na composição botânica foi menor no sol pleno (3,59%) em relação ao silvipastoril, e menor a 5,0 m (4,76%) em relação a 2,5 m (7,32%). O sol pleno também estimulou o perfilhamento, porcentagem de colmos e altura do capim-marandu e reduziu a sua relação folha:colmo. O cultivo em sistema silvipastoril e a proximidade das árvores reduz a produção de forragem pelo capim-marandu e aumenta a participação do estilosantes na composição botânica do pasto.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1