Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Efeitos da temperatura e regime de luz sobre Corynespora cassiicola e da temperatura e período de molhamento foliar no desenvolvimento da mancha-alvo em acerola

Celoto, Mercia Ikarugi Bomfim; Papa, Marli de Fátima Stradioto; Celoto, Fernando Juari; Santos, Juliana Aparecida dos; Pereira, Wagner Vicente.
Arq. Inst. Biol.; 822015.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-743007

Resumo

ABSTRACT The objective of this study were: (i) to assess, in vitro , the effect of temperature on mycelial growth (10-35oC) and spores germination (10-45oC); (ii) to evaluate, in vitro¸the effect of the light regime (continuous light, 12 h photoperiod and continuous darkness) on mycelial growth, sporulation and viability of the spores of C. cassiicola ;and (iii) to assess, in vivo,the effect of temperature (20-30oC) and the duration of leaf wetness (4-48 h) in the development of target spot in leaves of barbados cherry. The estimated maximum temperatures for mycelia growth and spore germination were 30 and 29oC, respectively. The light regime did not affect the mycelial growth and spores germination. However, continuous light regime favored the sporulation, and the absence of light during spore production decreased the spore viability. The target spot lesions area in barbados cherry leaves increased with the increment in the temperature up to 30oC. Twelve hours of leaf wetness were necessary for the infection and lesion development of target spot.
RESUMO O presente estudo teve como objetivos: (i) determinar, in vitro, o efeito da temperatura sobre o crescimento micelial (10 a 35oC) e a germinação de conídios (10 a 45oC) de Corynespora cassiicola ; (ii) avaliar, in vitro , o efeito do regime de luz (luz contínua, fotoperíodo de 12 h e escuro) sobre o crescimento micelial, a esporulação e a viabilidade dos esporos de C. cassiicola ; e (iii) verificar, in vivo , a influência da temperatura (20 a 30oC) e da duração do período de molhamento foliar (4 a 48 h) no desenvolvimento da mancha-alvo em folhas de acerola. As temperaturas ótimas, estimadas a partir das equações, para o crescimento micelial e a germinação de esporos foram de 30 e 29oC, respectivamente. O regime de luz não afetou o crescimento micelial e a germinação dos esporos, entretanto, luz contínua favoreceu a esporulação, e a ausência de luz durante a produção dos esporos diminuiu sua viabilidade. Houve um incremento na área das lesões da mancha-alvo em folhas de acerola conforme a temperatura aumentou até 30oC. Foram necessárias 12 h de molhamento foliar para que a infecção e as lesões ocorressem.
Biblioteca responsável: BR68.1