Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Cryptococcus spp. em excretas de Columba livia (pombos domésticos) provenientes de um hospital universitário no Sul do Brasil

Lima, Cristiane Tavares de; Klafke, Gabriel Baracy; Xavier, Melissa Orzechowski.
Arq. Inst. Biol.; 822015.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-743030

Resumo

ABSTRACT Cryptococcosis is primarily a pulmonary mycosis, being acquired by inhalation of infective fungal propagules found in the environment. One of the main etiological agents of cryptococcosis is the yeast Cryptococcus neoformans , which has worldwide distribution and whose naturalhabitat is the feces of birds. The aim of this study was to investigate the occurrence of Cryptococcus spp. in excreta ofColumba livia (domestic pigeon) found in the outer area of the building of Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Correa Junior, a reference center for the treatment of Acquired Immunodeficiency Syndrome in southern state of Rio Grande do Sul, Brazil. During a period of ten months, a total of 40 samples of dried excreta was collected from the site's academic area and hospital. To the excreta, were added saline solution with chloramphenicol, homogenized in a vortex, cultivated in Niger seed agar and incubated at 25°C with daily observations up to seven days. The identification of the microorganism was performed by phenotypical and biochemical tests. From the 40 samples processed and analyzed, 13 (32.5%) were positive for the isolation ofCryptococcus spp., with the quantity of yeasts ranging from 20.000 to 3.000.000 CFU/g of feces. Isolation of the opportunistic fungusCryptococcus spp. at a university hospital is relevant in public health for demonstrating the exposure of individuals who frequent this site to infectant propagules.
RESUMO A criptococose é uma micose primariamente pulmonar, sendo adquirida por meio de inalação de propágulos fúngicos infectantes encontrados no ambiente. Um dos principais agentes etiológicos da criptococose é a espécie Cryptococcus neoformans , que apresenta distribuição mundial. O objetivo desse trabalho foi pesquisar a ocorrência de Cryptococcus spp. em excretas de Columba livia (pombos domésticos) encontradas na área externa do prédio do Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Correa Junior, centro de referência para o tratamento da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida na região sul do estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Durante um período de dez meses, foi coletado um total de 40 amostras de excretas secas da área acadêmica e da área hospitalar do Hospital Universitário. As excretas foram adicionadas de solução salina com cloranfenicol, homogeneizados em vórtex, semeados em ágar Níger e incubados a 25ºC com observações diárias até sete dias. A identificação do micro-organismo foi realizada por provas fenotípicas e bioquímicas. Das 40 amostras processadas e analisadas, 13 (32,5%) foram positivas para o isolamento de Cryptococcus spp., variando de 20.000 a 3.000.000 UFC/g de fezes. O isolamento desse fungo em um ambiente hospitalar é relevante em saúde pública, pois evidencia a exposição dos indivíduos que frequentam esse local a propágulos infectantes.
Biblioteca responsável: BR68.1