Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Prevalence of Neospora caninum and Toxoplasma gondii antibodies in dogs in the municipality of Poconé, state of Mato Grosso, Brazil / Prevalência de anticorpos contra Neospora caninum e Toxoplasma gondii no município de Poconé, estado de Mato Grosso, Brasil

Melo, Andréia Lima Tomé; Grangeiro, Juliana Maria Vasconcelos; Aguiar, Daniel Moura de.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-743421

Resumo

Tis study evaluated the presence of Neospora caninum and Toxoplasma gondii antibodies in 320 domestic dogs living in urban and rural areas of the municipality of Poconé, located in the Pantanal wetlands of the state of Mato Grosso, Brazil. Anti-N. caninum (cut-of point 50) and anti-T. gondii (cut-of point 16) antibodies were detected by means of immunofuorescence assays (IFA), using NC-Bahia and RH strains as antigens, respectively. Anti-N. caninum antibodies were detected in 69 (21.56%; 95% CI: 17.27%-26.56%) dogs, 31 (44.93%) of which lived in urban areas and 38 (55.07%) in rural areas, and endpoint titers ranged from 50 to 3200. Anti-T. gondii antibodies were found in 132 (41.25%; 95% CI: 35.84%-46.87%) dogs, 58 (43.94%) from urban areas and 74 (56.06%) from rural areas, and endpoint titers ranged from 16 to 8192. A total of 33 dogs (10.3%) (12 urban and 21 rural animals) reacted to both agents (P 0.05). Tis study showed a higher prevalence of anti-T. gondii compared to anti-N. caninum antibodies in the dogs living in the Pantanal region, suggesting that both protozoans circulate in the studied region. Tis information is relevant, in view of its implications for animal and public health.
Este estudo avaliou a presença de anticorpos contra N. caninum e T. gondii em 320 cães domésticos das áreas urbana e rural do município de Poconé, no estado do Mato Grosso, região pantaneira do Pantanal. A Reação de Imunofuorescência Indireta (RIFI) foi utilizada para detectar anticorpos anti-N. caninum (ponto de corte igual a 50) e anticorpos anti-T. gondii (ponto de corte igual a 16) utilizando as cepas NC-Bahia e RH como antígenos, respectivamente. Anticorpos anti-N. caninum foram detectados em 69 (21,56%; IC 95%: 17,27%-26,56%) cães, dos quais 31 (44,93%) eram da área urbana e 38 (55,07%) eram da área rural e os títulos variaram entre 50 a 3200. Em relação aos anticorpos contra T. gondii 132 (41,25%; IC 95%: 35,84%-46,87%) cães foram sororeagentes sendo que 58 (43,94%) eram da área urbana e 74 (56,06%) da área rural e os títulos variaram entre 16 a 8192. Um total de 33 (10,31%) (12 cães urbanos e 21 cães rurais) cães reagiram para ambos os agentes testados pela RIFI (P 0,05). Este estudo mostrou uma maior ocorrência de anticorpos contra T. gondii em relação a N. caninum nos cães avaliados, mostrando que na região do Pantanal há circulação desses importantes protozoários. Essa informação é relevante dada sua importância para a saúde animal e pública.
Biblioteca responsável: BR68.1