Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Combination of Transversus abdominis plane block and Serratus plane block anesthesia in dogs submitted to masctetomy

Teixeira, Luciana G.; Pujol, Diego M.; Pazzim, Aline F.; Souza, Renata P.; Fadel, Leandro.
Pesqui. vet. bras; 38(2)2018.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-743762

Resumo

ABSTRACT: This paper pretends to demonstrate the effect of the combination of transversus abdominis plane block (TAP block) and Serratus plane block (SP block) techniques in analgesia of 4 dogs undergoing total unilateral mastectomy. Dogs were premedicated with methadone (0.5mg.kg-1) intramuscularly. Anesthesia was induced with propofol (6mg.kg-1) and midazolam (0.3mg.kg-1) and maintained with isoflurane. SP and TAP block were performed unilaterally using ultrasound by the injection of bupivacaine 0.25% (0.3mL kg-1) diluted with NaCl solution 1:1. Heart rate (HR), respiratory rate (f), non-invasive arterial pressure, esophageal temperature (T), oxygen saturation (SpO2) and electrocardiogram were monitored continuously. Animals were monitored for two and four hours after extubation for pain by using the Canine Acute Pain Scale from Colorado State University. Two hours after extubation, tramadol (4mg.kg-1) and dipyrone (25mg.kg-1) was administered to all dogs. It was not observed any alteration on cardiac rhythm. HR, f, T and mean arterial pressure remained below the preincisional values for all dogs. No dog required intraoperative rescue analgesia. Recovery from anesthesia was without any complication. All animals scored 0 (0/5) at pain scale, two and four hours after extubation and none of them expressed concern over the surgical wound. Dogs were able to walk before two hours after extubation. The combination of both techniques is effective in anesthetic blocking the thoracic and abdominal walls and it is suggested both may be included in the multimodal analgesia protocols for this type of surgery.
RESUMO: Este trabalho pretende demonstrar o efeito analgésico da combinação das técnicas de bloqueio do plano transverso abdominal (TAP block) e bloqueio do plano serrátil (SP block) em 4 cadelas submetidas à mastectomia unilateral total. Os animais foram pré-medicados com metadona (0,5mg.kg-1) por via intramuscular. A anestesia foi induzida com propofol (6mg.kg-1) e midazolam (0,3mg.kg-1) e mantida com isoflurano. Os bloqueios SP e TAP foram realizados unilateralmente, utilizando ultrassonografia, pela injeção de bupivacaína a 0,25% (0,3mL.kg-1), diluída com solução de NaCl a 1:1. A frequência cardíaca (FC), frequência respiratória (f), pressão arterial não invasiva, temperatura esofágica (T), saturação de oxigênio (SpO2) e eletrocardiograma foram monitorados continuamente. Os animais foram monitorizados durante duras e quatro horas após a extubação para a dor usando a Escala de Dor Aguda Canina da Universidade Estadual do Colorado. Duas horas após a extubação, tramadol (4mg.kg-1) e dipirona (25mg.kg-1) foram administrados a todos os cães. Não foi observada qualquer alteração no ritmo cardíaco. HR, f, T e pressão arterial média permaneceram abaixo dos valores basais para todos os cães. Nenhum cão requereu resgate analgésico intra-operatório. Não houve complicações na recuperação anestésica. Todos os animais apresentaram escore 0 (0/5) na escala de dor, duras e 4 quatrohoras após a extubação e nenhum expressou desconforto com a ferida cirúrgica. Todos os cães foram capazes de caminhar antes de duas horas após extubação. A combinação de ambas as técnicas é eficaz no bloqueio anestésico das paredes torácica e abdominal e sugere-se que ambos podem ser incluídos nos protocolos de analgesia multimodal para este tipo de cirurgia.
Biblioteca responsável: BR68.1