Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Occurrences of gastrointestinal parasites in fecal samples from domestic dogs in São Paulo, SP, Brazil / Ocorrência de parasitos gastrintestinais em amostras fecais de cães domiciliados em São Paulo, SP, Brasil

Ferreira, JulianaIsabel Giuli da Silva; Pena, Hilda Fátima Jesus; Azevedo, Sérgio Santos; Labruna, Marcelo Bahia; Gennari, Solange Maria.
R. bras. Parasitol. Vet.; 25(4): 435-440, 2016. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-744050

Resumo

Abstract Occurrences of gastrointestinal parasites were assessed in fecal samples from 3,099 dogs in the metropolitan region of São Paulo, SP, that were treated at the Veterinary Hospital of the University of São Paulo Veterinary School. The samples were analyzed using the flotation and centrifugal sedimentation methods. The results were compared with those from previous studies (at different times). The frequency of each parasite was correlated with the dogs ages, breeds and gender, as well as the occurrences of diarrhea and the use of anthelmintics, by means of the chi-square or Fisher exact test. Partitioned chi-square tests were used to compare occurrences of each parasite and the times analyzed. Out of the total number of samples, 20.5% were positive and 16.1% (102/635) of these presented more than one genus of parasites. Ancylostoma spp. (7.1%) and Giardia spp. (5.5%) were the most frequent helminths and protozoa, respectively. Ancylostoma spp. was associated (p 0.05) with age (over one year), mixed breeds, sex (male) and no use of anthelmintics. Dogs under one year and mixed breeds were associated with occurrences of Toxocara canis; and younger dogs with Giardia spp., Cryptosporidium spp. and Cystoisospora spp. Giardia spp. were also associated with dogs with a defined breed (p 0.05). All the parasites analyzed presented lower incidence in the last period analyzed than in the previous periods.(AU)
Resumo A ocorrência de parasitos gastrintestinais foi estudada em amostras fecais de 3099 cães, da região metropolitana de São Paulo, SP, tratados no Hospital Veterinário da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de São Paulo. As amostras foram analisadas por métodos de flutuação e centrífugo-sedimentação. Os resultados foram comparados com estudos prévios (diferentes períodos). Associação entre as frequências de cada parasito e idade, raça, sexo, ocorrência de diarreia e uso de anti-helmínticos foram analisadas pelo teste do qui-quadrado ou exato de Fisher. O qui-quadrado estratificado foi utilizado para comparar a ocorrência de cada parasito e os períodos analisados. Do total 20,5% das amostras eram positivas e 16,1% destas (102/635) apresentaram mais de um gênero de parasitos. Ancylostoma spp. (7,1%) e Giardia spp. (5,5%) foram os mais frequentes helminto e protozoário, respectivamente. Ancylostoma spp. foi associado (p 0,05) com idade (> 1 ano), animais sem raça definida, sexo (macho) e a não utilização de anti-helmínticos. Cães 1 ano e mestiços apresentaram associação com ocorrência de Toxocara canis e cães jovens com Giardia spp, Cryptosporidium spp. e Cystoisospora spp. Giardia spp. também apresentou associação com cães de raças definidas (p 0,05). Para todos os parasitas analisados a incidência diminuiu no último período analisado quando comparado aos anteriores.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1