Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Using tilapia skin (Oreochromis niloticus) as an occlusive biological curative in equine wounds: / Uso da pele de tilápia (Oreochromis niloticus) como curativo biológico oclusivo em feridas de equinos:

Silva, Sofia Cicolo da; Ríspoli, Vívian Fratti Penna; Graner, Cesar; Sá, Lilian Rose Marques de; Belli, Carla Bargi; De Zoppa, André Luís do Valle.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-744254

Resumo

Tilapia skin is being already use in humans and wild animals present burning wounds and showed a great result. The objective is to evaluate if tilapia skin used as an occlusive curative improves equine wound healing in two horses present chronic wound. Both animals are males, adults, both of breed Mangalarga Marchador South America. Every seven days wound we measured, photographed, biopsied for histopathological analysis, cleaned and tilapia curative was changed. Image J software was used to measure wound area. Tilapia skin as an occlusive biological factor seemed to improve healing process, wounds present an area reduction and clinical improvement during 35 days treatment, even though is still waiting for complete wound healing. In equine tilapia skin curative seemed to speed up healing process and allowed reduced curative change from every two days to once a week. This implies in decrease animal´s stress, less pain and treatment cost reduction since we used less bandage amount. Beside that tilapia skin industrial waste. Furthermore, it allowed avoid using antibiotics, which reduces environment pollution and there´s no antibiotic resistance issues.
  A pele de tilápia está sendo utilizada em humanos e animais silvestres com feridas por queimadura demonstrando um excelente resultado. O objetivo do estudo é avaliar se a pele de tilápia utilizada como curativo oclusivo melhora o processo de cicatrização em dois equinos machos adultos da raça Mangalarga Machador, os quais apresentam feridas crônicas. A cada 7 dias as feridas eram medidas, fotografadas, biopsiadas para a análise histopatológica, limpas e o curativo de pele de tilápia trocado. O programa Image J foi utilizado para calcular a área da ferida. A pele de tilápia utilizada como curativo oclusivo parece ter um efeito positivo na cicatrização das feridas, a área diminuiu e a o aspecto clínico melhorou nos 35 dias avaliados, no entanto é necessário esperar pela cicatrização completa das feridas. Em equinos, a utilização de curativo de pele de tilápia parece diminuir o tempo de cicatrização e permite a redução do número de trocas de curativos de a cada dois dias para uma vez por semana. Isso implica em menos estresse e dor para o animal devido à menor manipulação e menor custo de tratamento, pois há menor quantidade de material de curativo sendo utilizado. Além disso, permite evitar a utilização de antibióticos, o que diminui o impacto ambiental e não gera resistência. 
Biblioteca responsável: BR68.1