Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Oocyte development and fecundity type of the Brazilian Snapper Lutjanus alexandrei Moura & Lindeman, 2007 (Perciformes: Lutjanidae)

Fernandes, C. A. F.; Oliveira, P. G. V.; Oliveira, C. H. B.; Hazin, F. H. V.; Travassos, P..
Braz. J. Biol.; 76(1)2016.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-744741

Resumo

Abstract Lutjanid species exhibit multiple spawning behaviour during an extended spawning season in warm months, asynchronous oocyte development and indeterminate fecundity. Although early studies have contributed to knowledge of the reproductive cycle of many species within the group, they have not considered aspects about the number of cortical alveoli oocyte stage throughout maturity phases along spawning season. The latter aspect is also considered very important to confirm indeterminate fecundity hypothesis. In the present study, were analyzed 154 Brazilian snapper Lutjanus alexandrei female gonads obtained from artisanal fisheries in Pernambuco State (Brazil) between October 2010 and March 2011. Were measured oocyte size frequency distribution for maturity phases (developing, spawning capable and actively spawning), and oocyte development stage (unyolked oocytes, cortical alveoli, primary, secondary and tertiary vitellogenic oocytes and hydrated oocytes), and also the oocyte stage frequency during spawning season. The frequency of cortical alveoli oocyte stage was constantly found in the spawning period (>37%), showing slight variation throughout maturity phases. The absence of gap in the oocyte size frequency distribution between primary and secondary oocyte growth stages during spawning season is a strong indicator of continuous oocyte recruitment from reserve stocks. In addition, co-occurrence of tertiary vitellogenic oocytes, hydrated oocytes, post-ovulatory follicles and yellow-brown bodies in the histological sections of ovaries reinforce indeterminate fecundity hypothesis.
Resumo Os lutjanídeos apresentam um comportamento de desovas parceladas ao longo de uma extensa estação reprodutiva nos meses mais quentes do ano, desenvolvimento assincrônico dos ovócitos e padrão de regulação de fecundidade indeterminado. Embora muitos estudos anteriores tenham contribuído no conhecimento do ciclo reprodutivo das espécies do grupo, não foram considerados os aspectos relacionados ao percentual dos ovócitos em estágio de cortical alveoli entre as fases de maturidade sexual durante a estação reprodutiva. Este último aspecto, considerado importante para confirmação da hipótese de fecundidade do tipo indeterminada. Para isso, no presente trabalho foram analisadas 154 gônadas de fêmeas da baúna de fogo Lutjanus alexandrei obtidas da pesca artesanal em Pernambuco entre o período de outubro de 2010 a março de 2011. Foram mensurados os diâmetros dos ovócitos nas fases de maturidade sexual (desenvolvimento, capaz de desovar e ativamente desovando), e para todos os estágios ovocitários (ovócitos pre-vitelogênicos, cortical alveolar, vitelogênese primária, secundária, terciária e ovócitos hidratados), e avaliada a frequência de ocorrência ao longo do período de desova. O percentual de ovócitos em estágio cortical alveoli permaneceu constante durante o período de reprodutivo (> 37%), apresentando pouca variação entre as fases de maturidade sexual. A ausência de um intervalo na frequência de diâmetro dos ovócitos em crescimento primário e secundário entre todas as fases de maturidade sexual é um forte indicador de recrutamento contínuo de ovócitos do estoque de reserva. Além disso, a presença conjunta de ovócitos em vitelogênese terciária, ovócitos hidratados, folículos pós-ovulatórios e corpos amarelados nos cortes histológicos reforçam a hipótese de fecundidade do tipo indeterminada.
Biblioteca responsável: BR68.1