Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Cassava biopolymer polyamide hydrogel accelerates healing of induced skin woundsin rats / Hidrogel de biopolímero de poliamido de mandioca acelera o processo de cicatrização em feridas cutâneas induzidas em ratos

Vicente, J. D; Santo, G. R; Palin, G. C; Reati, L. A; Urano, T. K; Trindade, W. A; Amaral, P. F. G. P; Gerônimo, E; Otutumi, L. K; Lourenço, E. L. B; Dragunski, D. C; Germano, R. M.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 71(3): 889-898, May-June 2019. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-744931

Resumo

This study aimed to macroscopically and microscopically evaluate the healing of skin wounds induced in rats by topical application of cassava polyamide biopolymer hydrogel. In total, 32 rats were used and divided into four groups (n= 8): negative control - saline solution; positive control - use of commercial ointment; experimental group - I - ointment + cassava hydrogel; experimental group - II - cassava hydrogel. A 1cm2 wound induced on the animals dorsum was treated and evaluated. At day 21 post-operation, the animals were sacrificed by anesthetic overdose, and then 1cm2 of cicatricial skin from the wound region was collected. The material was cut to evaluate healing. In the macroscopic evaluation, complete healing was observed at the end of 21 days. Re-epithelialization was observed histologically; the connective tissue in the negative control, positive, and experimental - I groups was characterized by an abundance of collagen fibers, fibroblasts, and blood vessels. In experimental group - II additional healing was observed, as evidenced by the arrangement of collagen fibers and fibroblasts, and the reduction of neoformed vessels. Thus, we concluded that the hydrogel can assist in healing skin wounds, especially in the remodeling phase.(AU)
O objetivo deste estudo foi avaliar macro e microscopicamente a cicatrização de feridas cutâneas induzidas em ratos, a partir da aplicação tópica do hidrogel de biopolímero de poliamido de mandioca. Trinta e dois ratos foram divididos em quatro grupos (n= 8): controle negativo, tratado com solução salina; controle positivo, com pomada comercial; grupo experimental - I, com pomada + hidrogel de mandioca; grupo experimental - II, com hidrogel de mandioca. Feridas induzidas de 1cm 2 no dorso dos animais foram tratadas e avaliadas em intervalos de três a quatro dias. No 21º dia do pós-operatório, os animais foram mortos por aprofundamento anestésico, em seguida foi coletado 1cm 2 de pele da região cicatricial. O material foi cortado, corado pelas técnicas de hematoxilina-eosina e azocarmine-G, para avaliação da cicatrização. Na avaliação macroscópica, foi observada cicatrização completa no final do período de 21 dias. Histologicamente, observou-se reepitelização, o tecido conjuntivo no grupos controle negativo, positivo e experimental - I se caracterizou pela abundância de fibras colágenas, fibroblastos e vasos sanguíneos. No grupo experimental - II, a cicatrização sugere avanço de etapas, evidenciado pelo arranjo das fibras colágenas, pela redução de fibroblastos e dos vasos neoformados. Assim, foi possível concluir que o hidrogel de biopolímero de amido de mandioca pode auxiliar na cicatrização de feridas cutâneas, principalmente na fase de remodelação.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1