Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Produção de bovinos de corte em pastagem de aveia preta e azevém submetida à adubação nitrogenada

Lupatini, Gelci Carlos; Restle, João; Vaz, Ricardo Zambarda; Valente, Alexandre Vargas; Roso, Cledson; Vaz, Fabiano Nunes.
Ci. Anim. bras.; 14(2)2013.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-744948

Resumo

We evaluated animal production on black oats (Avena strigosa Schreb.) and italian ryegrass (Lolium multiflorum) pasture submitted to nitrogen top fertilization of 0; 150 and 300 kg ha-1, in the form of urea. We used 36 calves with average age and average weight of 10.5 months and 180 kg, respectively, as test-animals. The grazing system used was continuous with variable stocking rate. The block design was completely randomized with three replicates (paddock). Average weight gain was similar for the levels evaluated (0.925; 0.969 and 1.045 kg day-1, respectively). Stocking rate and live weight gain per hectare showed a linear relation with nitrogen levels. The efficiency of animal production was 2.040 and 1.766 kg of weight gain per kg of nitrogen used for the dose of 150 and 300 of N, respectively. The stocking rate and live weight gain per hectare of beef calves increased with the nitrogen levels, from 0 to 300 kg of N ha-1. However, the best efficiency in weight gain per unit of nitrogen applied was obtained with the dose of 150 kg of N ha-1.
Determinou-se a produção de bovinos em pastagem de aveia preta (Avena strigosa Schreb.) e azevém (Lolium multiflorum Lam.), submetida à adubação nitrogenada com 0; 150 e 300 kg de N ha-1, em cobertura, sob a forma de ureia. Utilizaram-se 36 bezerros como animais-teste, com idade média e peso de 10,5 meses e 180 kg, respectivamente. O método de pastejo foi o de lotação contínua com taxa de lotação variável. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, com três repetições (piquetes). O ganho de peso médio dos animais foi similar para os níveis de adubação avaliados (0,925; 0,969 e 1,045 kg dia-1, respectivamente). A taxa de lotação e ganho de peso vivo por hectare aumentaram linearmente com o incremento das doses de nitrogênio. A eficiência na produção animal foi 2,040 e 1,766 kg de ganho de peso por kg de nitrogênio aplicado, para as doses de 150 e 300 kg de nitrogênio, respectivamente. A taxa de lotação e o ganho de peso vivo por hectare dos bezerros de corte aumentaram com as doses de nitrogênio, de 0 a 300 kg de N ha-1; porém, a melhor eficiência em ganho de peso por unidade de nitrogênio aplicado foi obtida na dose de 150 kg de N ha-1.
Biblioteca responsável: BR68.1