Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Origanum vulgare (Lamiaceae) ovicidal potential on castrointestinal nematodes of cattle

Castro, Luciana Laitano Dias de; Madrid, Isabel Martins; Aguiar, Cíntia Lidiane Guidotti; Castro, Leonardo Mortagua de; Cleff, Marlete Brum; Berne, Maria Elisabeth Aires; Leite, Fábio Pereira Leivas.
Ci. Anim. bras.; 14(4)2013.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-744993

Resumo

Due to anthelmintic resistance in nematodes, several research studies have been developed seeking control alternatives to these parasites. This study evaluated the in vitro action of Origanum vulgare on gastrointestinal nematode eggs of cattle. In order to evaluate the ability to inhibit egg hatch, different dried leaves extracts of this plant were tested, such as dye, hydroalcoholic and aqueous extracts at concentrations varying from 0.62 to 80 mg/mL. Each assay was accompanied by control containing levamisole hydrochloride (0.2 mg/mL), distilled water and 70º GL grain alcohol at the same concentration of the extracts. Test results showed that the different O. vulgare extracts inhibited egg hatch of cattle gastrointestinal nematodes at a percentage that varied from 8.8 to 100%; dye and hydroalcoholic extract were the most promising inhibitors. In view of this ovicidal property, O. vulgare may be an important source of viable antiparasitic compounds for nematodiosis control in ruminants.
Em virtude da resistência dos nematódeos gastrintestinais aos antihelmínticos, diversas pesquisas têm sido desenvolvidas buscando-se alternativas de controle para essas parasitoses. Nesse contexto, o estudo avaliou a ação in vitro de Origanum vulgare sobre ovos de nematódeos gastrintestinais de bovinos. Para avaliar a capacidade de inibição da eclodibilidade dos ovos, diferentes formas de extratos das folhas secas desta planta foram testadas como tintura, extrato hidroalcoólico e extrato aquoso nas concentrações de 0,62 a 80 mg/mL. Cada ensaio foi acompanhado de controle contendo cloridrato de levamisol (0,2 mg/mL), água destilada e álcool de cereais 70° GL nas mesmas concentrações dos produtos. Os resultados dos testes demonstraram que os diferentes extratos de O. vulgare inibiram a eclodibilidade dos ovos de nematódeos gastrintestinais de bovinos com percentual de inibição variando de 8,8 a 100%, sendo a tintura e o extrato hidroalcoólico as formas mais promissoras. Frente a esta propriedade ovicida, o O. vulgare pode representar uma importante fonte de compostos antiparasitários viáveis para o controle das nematodioses em ruminantes.
Biblioteca responsável: BR68.1