Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Validação de um programa de produção in vitro de embriões bovinos com transporte de oócitos e de embriões por longas distâncias

Loiola, Marcus Vinícius Galvão; Chalhoub, Marcos; Rodrigues, Alexandra Soares; Ferraz, Priscila Assis; Bittencourt, Rodrigo Freitas; Ribeiro Filho, Antonio de Lisboa.
Ci. Anim. bras.; 15(1)2014.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-745007

Resumo

This study aimed to evaluate the program of in vitro embryo production (IVEP) feasibility whose cattle oocyte maturation and embryo development occurred partly during the transport, fertilization (IVF) was performed with conventional or sexed semen and the embryos were transferred at different periods of development. Therefore, oocytes aspirated in the state of Bahia were transported to a commercial laboratory in São Paulo city, where the steps of in vitro production continued, the IVF was performed with sperm derived from conventional semen (CONV group) or sexed group (SEX group). On the sixth day of cultivation, the embryos produced were sent to Bahia and transferred to recipients at different periods of development (6.5, 7.0 and 7.5 days). The females had a mean of 46.18 ± 32.7 oocytes recovered, and 30.74 ± 24.3 viable oocytes by aspiration. The rates of embryos produced and pregnancy were 32.85% and 33.12%, respectively. The type of semen did not affect neither the number of cleaved oocytes nor the pregnancy rates, however, it affected the number of embryos produced, and the age of the embryo interfered in the pregnancy rates. The results demonstrated that the transport of oocytes and embryos was effective in cattle IVEP program, thus, it can be used in large scale.
Objetivou-se avaliar a viabilidade de um programa de produção in vitro de embriões (PIVE) bovinos cuja maturação oocitária e cultivo embrionário ocorreram parcialmente durante o transporte, a fertilização (FIV) foi realizada com sêmen convencional ou sexado e os embriões foram transferidos com diferentes idades de desenvolvimento. Para tanto, oócitos aspirados no estado da Bahia foram transportados para um laboratório comercial em São Paulo, onde realizaram-se as etapas de produção in vitro, sendo a FIV realizada com espermatozoides oriundos de sêmen convencional (grupo CONV) ou sexado (grupo SEX). No dia seis de cultivo, os embriões produzidos foram remetidos à Bahia e transferidos às receptoras com diferentes idades de desenvolvimento (6,5; 7,0 e 7,5 dias). As fêmeas tiveram média de 46,18±32,7 oócitos recuperados e 30,74±24,3 oócitos viáveis por aspiração. As taxas de embriões produzidos e de gestação foram de 32,85% e 33,12%, respectivamente. O tipo de sêmen não influenciou no número de oócitos clivados e nas taxas de gestação, entretanto, influenciou no número de embriões produzidos e a idade do embrião interferiu nas taxas de gestação. Os resultados encontrados demonstraram que o transporte de oócitos e de embriões foi eficiente em um programa de PIVE bovinos, podendo ser utilizado em larga escala.
Biblioteca responsável: BR68.1