Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

HEMOGLOBINA GLICADA E FRUTOSAMINA EM CÃES COM DIABETES MELLITUS

Beltrame, Olair Carlos; Locatelli-Dittrich, Rosangela; Laskoski, Luciane Maria; Patricio, Lia Fordiani Lenati; Medeiros, Nina da Cunha; Koch, Marília Oliveira.
Ci. Anim. bras.; 16(4)2015.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-745116

Resumo

Abstract Diabetes mellitus (DM) commonly occurs in dogs, and the laboratorial confirmation is carried out by glycemia test. The diagnosis and monitoring in humans is made by glycated hemoglobin and fructosamine concentrations. The objective of this study was to diagnose DM in 19 dogs, by evaluating seric glucose, glycated hemoglobin and fructosamine concentrations. Six dogs with DM and treated with insulin were assisted during a twelve-month period, by means of the same blood analysis, until the death (three dogs) or glycemic control (three dogs). Glucose, glycated hemoglobin and fructosamine increased in all dogs with DM, and dogs that did not survive presented higher glycated hemoglobin and seric glucose values than those that survived at the last evaluation. The results showed the importance of evaluating glycated hemoglobin and fructosamine in dogs with DM to diagnose and control treatment effectiveness.
Resumo O Diabetes mellitus (DM) ocorre com frequência em cães, sendo a glicemia o teste laboratorial de confirmação. O diagnóstico e monitoramento em pessoas são realizados pelas concentrações de hemoglobina glicada e frutosamina. O objetivo deste estudo foi diagnosticar a DM em 19 cães, com avaliação das concentrações da glicose sérica, hemoglobina glicada e frutosamina. Seis cães com DM e em tratamento com insulina foram acompanhados por um período de doze meses, com as mesmas avaliações hematológicas, até o óbito (três cães) ou controle glicêmico (três cães). Observouse aumento dos valores de glicose, hemoglobina glicada e frutosamina em todos os cães com DM, e valores de hemoglobina glicada e glicose superiores nos animais não sobreviventes, na última avaliação realizada. Estes resultados apontam para a importância da avaliação de hemoglobina glicada e frutosamina em cães com diabetes e para diagnóstico e controle da efetividade do tratamento.
Biblioteca responsável: BR68.1