Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

ASPECTOS BIOLÓGICOS DE Holochilus sp., HOSPEDEIRO NATURAL DA ESQUISTOSSOMOSE

Lira, Maria Gabriela Sampaio; Miranda, Guilherme Silva; Rodrigues, João Gustavo Mendes; Nogueira, Ranielly Araújo; Gomes, Gleycka Cristine Carvalho; Cantanhêde, Lorrane Gabrielle; Silva-Souza, Nêuton.
Ci. Anim. bras.; 17(1)2016.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-745143

Resumo

Abstract In the present study, we aimed to analyze the reproductive aspects (seasonal period and number of embryos) and positivity for S. mansoni in rodent of Holochilus gender, in São Bento - MA. For this, monthly captures of up to 10 Holochilus sp. rodents were conducted, randomly for sex, taking notes of the seasonal period of São Bento in each month of capture. At the laboratory, rodents had feces analyzed for S. mansoni infection by Kato-Katz method. After the analysis, they were adequately anesthetized for obtaining full length, weight and sex determination. In females, an incision of the ventral portion of the body was carried out to verify the presence of embryos and to count them. Among the captured rodents, there was male dominance in almost all months and they tended to be heavier and had larger bodies than the females. The animals showed high reproductive potential. The positivity for S. mansoni and the reproduction of Holochilus sp. were greater in the rainy season of São Bento. As for the number of embryos, we observed that, in the rainy season, more males were found than female. In short, the intense reproductive activity, along the susceptibility to S. mansoni presented by rodents are factors that help to maintain and aggravate schistosomiasis in Baixada Maranhense.
Resumo Neste estudo objetivou-se analisar os aspectos reprodutivos (período estacional e quantidade de embriões) e a positividade para S. mansoni em roedores do gênero Holochilus, no município de São Bento - MA. Para isso, foram realizadas capturas mensais de até 10 roedores Holochilus sp., aleatoriamente quanto ao sexo, anotando-se o período estacional do município de São Bento nos meses de captura. Em laboratório, os roedores tiveram as fezes analisadas quanto à positividade para S. mansoni pelo método Kato-Katz. Após a análise, os animais foram anestesiados para a obtenção do comprimento total, peso corporal e determinação do sexo. Nas fêmeas, foi realizada a incisão da porção ventral do corpo, para a verificação da presença de embriões e contagem dos mesmos. Dentre os roedores capturados, ocorreu dominância de machos em quase todos os meses e eles tenderam a ser mais pesados e apresentaram maior porte que as fêmeas. Os animais mostraram elevado potencial reprodutivo. A positividade para S. mansoni e a reprodução dos Holochilus sp. foram maiores no período chuvoso de São Bento. Quanto ao número de embriões, constatou-se que, no período chuvoso, foram encontrados em maior quantidade por fêmea. Em suma, a intensa atividade reprodutiva juntamente à suscetibilidade para S. mansoni apresentada pelos roedores são fatores que ajudam na manutenção e agravam a esquistossomose na Baixada Maranhense.
Biblioteca responsável: BR68.1