Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

EFFECTS OF RESVERATROL ON LIVER FUNCTION OF OBESE FEMALE WISTAR RATS

Miguel, Nádia Araújo; Andrade, Silvia Franco; Nai, Gisele; Laposy, Cecília Braga; Nascimento, Felipe Franco; Dinallo, Heloise Rangel; Melchert, Alessandra.
Ci. Anim. bras.; 17(3)2016.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-745171

Resumo

Abstract Resveratrol has antioxidant, anti-inflammatory, lipolytic, and antifibrotic properties, which may be useful in supplementation of obese patients and with liver problems. This study evaluated the effects of 6-week resveratrol supplementation on the lipid profile and liver function of female Wistar rats fed a high-fat diet to induce obesity. Sixty-four Wistar rats were divided into 4 groups (n = 16): the control group (C); the control obese group (CO); the resveratrol group (R); and the resveratrol obese group (RO). At the end of the experiment, the animals were anesthetized for blood collection and subsequent euthanasia for collection of liver biopsy. The parameters for body weight, liver weight, retroperitoneal fat weight, serum lipid and liver profiles and histopathological analysis were evaluated. The 6-week resveratrol administration did not induce weight loss nor did it reduce the lipid profile; however, it decreased the liver enzymes aspartate aminotransferase (AST) and alkaline phosphatase (ALP) and reduced the incidence of steatosis (75.0%) in group RO compared with group CO (81.2%). Thus, we concluded that resveratrol supplementation for the short period of six weeks had a beneficial effect on liver function by reducing hepatic steatosis and the liver enzymes AST and ALP in obese female rats.
Resumo O resveratrol possui propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias, lipolíticas e antifibróticas que podem ser úteis na suplementação de pacientes obesos e com problemas hepáticos. Este estudo avaliou os efeitos da suplementação de resveratrol durante seis semanas sobre o perfil lipídico e a função hepática de ratas Wistar alimentadas com uma dieta rica em gordura para induzir a obesidade. Sessenta e quatro ratas Wistar foram divididos em 4 grupos (n = 16): grupo controle (C); grupo controle obeso (CO); grupo resveratrol (R); e grupo resveratrol obeso (RO). Ao fim do experimento, os animais foram anestesiados para a coleta de sangue e subsequente eutanásia para coleta de biopsia hepática. Foram avaliados os parâmetros de peso corporal, peso do fígado, peso da gordura retroperitoneal, lipídeos séricos e perfil e análise histopatológica do fígado. A administração de resveratrol por seis semanas não induziu perda de peso nem reduziu o perfil lipídico; no entanto, diminuiu as enzimas hepáticas aspartato aminotransferase (AST) e fosfatase alcalina (FA) e reduziu a incidência de esteatose (75,0%) em comparação com o grupo RO grupo CO (81,2%). Assim, conclui-se que a suplementação de resveratrol para o curto período de seis semanas tiveram um efeito benéfico sobre a função do fígado através da redução esteatose hepática e das enzimas do fígado AST e ALP em ratas obesas.
Biblioteca responsável: BR68.1