Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

SEROLOGICAL EVIDENCE OF EXPOSURE TO Ehrlichia canis IN CATS

Fontalvo, Mariana Campos; Braga, Isis Assis; Aguiar, Daniel Moura; Horta, Mauricio Claudio.
Ci. Anim. bras.; 17(3)2016.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-745173

Resumo

Abstract The aim of the present study was to estimate the occurrence of Ehrlichia canis in cats from the semiarid region of Northeast of Brazil. Sera of 101 healthy cats were submitted by Indirect Immunofluorescence Assay (IFA), and considered positive when antibody titers 40 were obtained. Seroprevalence of 35.6% (36/101) was found, with the following titers: 40 (15 animals); 160 (6); 320 (1); 640 (3), and 2,560 (11). No statistical differences were observed when comparing county of origin, gender, age, breed, and modus vivendi (pet and stray cats), and no ticks were observed in any of the cats. This study revealed exposure to E. canis in cats of the Semiarid Northeast of Brazil.
Resumo O objetivo do presente estudo foi estimar a ocorrência de Ehrlichia canis em gatos na região semiárida do Nordeste. Soros de 101 gatos saudáveis foram submetidos à Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI), sendo considerados positivos títulos 40. Soroprevalência de 35,6% (36/101) foi encontrada, com os seguintes títulos: 40 (15 animais); 160 (6); 320 (1); 640 (3) e 2560 (11). Não foram observadas diferenças estatísticas quanto ao município de origem, gênero, faixa etária, raça e modus vivendi (gatos domiciliados e errantes) e não foram observados carrapatos em qualquer um dos animais testados. Este estudo revelou exposição de gatos a E. canis na região semiárida do nordeste brasileiro.
Biblioteca responsável: BR68.1