Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

SPATIAL DISTRIBUTION OF PRODUCTIVE, ENVIRONMENTAL, AND SOCIOECONOMIC FACTORS TO DISCRIMINATE DAIRY CATTLE PRODUCTION IN THE SOUTH OF BRAZIL

Cervo, Heitor José; Peripolli, Vanessa; Bremm, Bárbara; Barcellos, Julio Otávio Jardim; Borges, João Batista Souza; McManus, Concepta.
Ci. Anim. bras.; 192018.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-745253

Resumo

Abstract The South region of Brazil differs from the others due to its high milk production rates. Production heterogeneity, climate and soil diversity, and environmental and socioeconomic circumstances contribute to differentiate political-administrative regions. In this study, we aimed to spatialize the production, environmental, and socioeconomic factors that best discriminate bovine milk production in the states of the South of Brazil. Multivariate analyses were performed to discriminate both the studied variables and the mesoregion and cities of these states. The Western Catarinense and Northwestern Rio-grandense mesoregions showed the highest production indices, but they were discriminated at a low level (35.76 %). The formation of clusters showed that Casca, Marau, and Santo Cristo from the Northwestern Rio-grandense and Concordia, Coronel Freitas, Palmitos, and São Lourenço do Oeste from the Western Catarinense mesoregion had higher production indices. The municipal clusters were discriminated at a high level by production (98.24%) and by environmental and socioeconomic (72.75%) factors. Production variables were the most important for local clusters discrimination. The specificities and peculiarities to each region were evidenced through the heterogeneity of production and environmental and socioeconomic factors. Therefore, it is necessary to design and implement specific technological innovations to each region to maximize productive efficiency and minimize adverse environmental effects in dairy herds.
Resumo A região Sul se diferencia das demais por ter maior produtividade de leite. A heterogeneidade da produção, a diversidade edafoclimática e ambiental, e as distintas realidades socioeconômicas contribuem para diferenciar as regiões político-administrativas. Objetivou-se espacializar os fatores produtivos e os fatores ambientais e socioeconômicos que melhor discriminam a produção de leite de vaca nos estados do Sul do Brasil. Análises multivariadas foram realizadas para discriminar tanto as variáveis em estudo quanto as mesorregiões e municípios destes estados. As mesorregiões Oeste Catarinense e Noroeste Rio-grandense apresentaram os melhores índices de produção, mas foram discriminadas em baixo nível (35,76%). A formação de cluster por municípios mostrou que Casca, Marau e Santo Cristo da mesorregião Noroeste Rio-grandense e Concórdia, Coronel Freitas, Palmitos e São Lourenço do Oeste da mesorregião Oeste Catarinense apresentaram melhores índices produtivos. Os clusters municipais foram discriminados em alto nível pelos fatores produtivos (98,24%) e pelos fatores ambientais e socioeconômicos (72.75%). As variáveis produtivas foram as mais importantes na discriminação dos clusters municipais. As especificidades e peculiaridades específicas a cada região foram evidenciadas por meio da heterogeneidade dos fatores produtivos, ambientais e socioeconômicos. Portanto, faz-se necessário conceber e implementar inovações tecnológicas específicas à cada região para maximizar a eficiência produtiva e minimizar os efeitos ambientais adversos em rebanhos leiteiros.
Biblioteca responsável: BR68.1