Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

TTrichostrongylus retortaeformis (Zeder, 1800) (Nematoda, Trichostrongyloidea) in Lepus europaeus (Pallas, 1778) in southern Brazil / Trichostrongylus retortaeformis (Zeder, 1800) (Nematoda, Trichostrongyloidea) em Lepus europaeus (Pallas, 1778) no sul do Brasil

Santos, Laura Maria Farias dos; Mendes, Mariana; Oliveira, Plínio Aguiar de; Oliveira, Fernando Caetano de; Farias, Nara Amelia da Rosa; Ruas, Jerônimo Lopes.
Semina Ci. agr.; 37(5): 3201-3204, Sept.-Oct.2016. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-745848

Resumo

The aim of this study was to evaluate the presence of helminthes parasitizing hares (Lepus europaeus) in southern Brazil. The intestinal tracts of seven hares were opened and the contents were sieved. Among the seven animals in the study, Trichostrongylus retortaeformis parasitized six (85.7%). This study will be expanded and more animals captured to evaluate the occurrence of other helminthes and to assess whether the high prevalence of T. retortaeformis is accurate, as well as to assess the abundance and intensity of parasites. To our knowledge, this is the first record of T.retortaeformis parasitizing L. europaeus in southern Brazil.(AU)
Foi realizado estudo sobre a presença de helmintos em lebres (Lepus europaeus) na região sul do Brasil. Foram capturados sete animais que foram necropsiados e os órgãos (estômago e intestino delgado e grosso) foram abertos e o conteúdo tamisado. Dos sete animais, seis (85,7%) estavam parasitados por Trichostrongylus retortaeformis. O estudo será ampliado com a captura de mais animais para avaliar a ocorrência de outros helmintos, se esta alta prevalência para T. retortaeformis permanece e para permitir avaliar a bundancia e intensidade dos parasitos. Este trabalho apresenta a primeira citação de T. retortaeformis parasitando L.europaeus no sul do Brasil.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1