Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Growth and hematological responses of tambaqui, Colossoma macropomum fed different levels of rice, Oryza spp.

Aride, P. H. R.; Oliveira, A. M.; Ferreira, M. S.; Liebl, A. R. S.; Comassetto, L. E.; Ladislau, D. S.; Bassul, L. A.; Silva, B. R.; Mattos, D. C.; Lavander, H. D.; Souza, A. B.; Polese, M. F.; Ribeiro, M.W.S.; Castro, P. D. S.; Oliveira, A. T..
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-759734

Resumo

Abstract The tambaqui (Colossoma macropomum) is a fish of primary importance in South American aquaculture, principally in the Amazon region and has a particularly unique diet in the wild. Oryza spp, or Wild rice as it is commonly known, is native to the floodplains of muddy rivers in the Amazon region. The aim of this study was to analyze the physical performance and the effects of dietary levels of Oryza spp. via the hematological parameters, total food intake, conversion efficiency, growth ratio and swimming performance of this fish. Diets containing 45% Oryza spp. induced the best performance in tambaqui. Diets containing 15% and 30% did not affect these indices, thus indicating that this amount of Oryza can be used as an alternative energy source for this important species within Brazilian aquaculture.
Resumo O tambaqui Colossoma macropomum é um peixe de importância na aquicultura brasileira, especialmente na região amazônica. O arroz silvestre é comum nas planícies inundadas dos rios de aguas barrentas da Amazônia. O objetivo deste trabalho foi analisar os efeitos combinados do treinamento físico e dos níveis dietéticos de Oryza spp. nos parâmetros hematológicos, consumo de alimentos, eficiência de conversão, taxa de crescimento e desempenho de natação deste peixe. Dietas contendo 45% de arroz apresentaram o melhor desempenho para tambaquis. As dietas contendo 15% e 30% não afetaram esses índices, indicando que alguma quantidade de arroz pode ser usada como fonte de energia alternativa para esta importante espécie dentro da aquicultura.
Biblioteca responsável: BR68.1