Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Seed-dispersing bird assemblages in riparian environments of a partially urbanized river basin, Southeastern Brazil

Lessi, B. F.; Reis, M. G.; Fieker, C. Z.; Dias, M. M..
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-759742

Resumo

Abstract Birds play a key role in ecosystem dynamics, including urban and rural areas, bringing environmental quality improvements and ecological stability. Species contribute directly to natural regeneration of vegetation and succession processes, by offering ecosystem services as seed dispersal, an important role in human-modified areas. We studied the assemblages of fruit-eating birds in riparian environments of Monjolinho basin, central São Paulo state, southeastern Brazil. Birds were recorded in 41 points distributed in riparian ecosystems alongside waterbodies, in landscapes with five types of surrounding matrices: urban, periurban, farmland, and native vegetation. We described how assemblages are structured aiming to evaluate the possible influence of seasonality and landscape type. We recorded 39 bird species that can play a role as seed-dispersers, 32 in wet season and 32 in dry season. There were no significant differences in the diversity and dominance of species between seasons considering the entire area, indicating stability of basic assemblage structure. However, total number of individuals of all species recorded in different landscapes were influenced by seasonality. Also, the composition and abundance of species significantly changed between seasons, leading to a high dissimilarity with almost 50% of the species contributing with almost 90% of the observed variation. A higher taxonomic diversity and distinctness pointed to a wider array of possible seed dispersal services in natural areas, while the lowest values of indexes were found in human-modified areas. The higher number of non-related bird species during dry season contrasted with the higher number of individuals during wet season, indicating that there is more possible ecosystem services offered by frugivorous birds in driest period of the year, while in the rainy period the carrying capacity of the riparian environments was increased.
Resumo As aves desempenham um papel chave na dinâmica dos ecossistemas, incluindo áreas urbanas e rurais, e trazem melhorias na qualidade ambiental e estabilidade ecológica. As espécies contribuem diretamente com a regeneração natural da vegetação e processos de sucessão por oferecerem serviços ecossistêmicos como a dispersão de sementes, um papel fundamental em áreas alteradas. Nós estudamos a assembleia de espécies de aves que se alimentam de frutos em ambientes ripários da bacia do rio Monjolinho, região central do estado de São Paulo, sudeste do Brasil. As aves foram registradas em 41 pontos distribuídos em ecossistemas ripários ao longo dos corpos dágua, em paisagens com quatro tipos de matrizes em seu entorno: urbana, periurbana, rural e vegetação nativa. Nós descrevemos como as assembleias estão estruturadas, objetivando avaliar a possível influência da sazonalidade e do tipo de paisagem do entorno. Foram registradas 39 espécies de aves que podem desempenhar o papel de dispersoras de sementes, sendo 32 espécies no período chuvoso e 32 no período seco. Não foi detectada diferença significativa na diversidade e dominância de espécies entre estações em toda área de estudo, indicando estabilidade da estrutura básica das assembleias. Entretanto, o número total de indivíduos de todas as espécies registrados nas diferentes paisagens foi influenciado pela sazonalidade. Além disso, a composição e abundância de espécies mudou significativamente entre as estações, levando a uma alta dissimilaridade com quase 50% das espécies contribuindo com quase 90% da variação observada. A diversidade e distinção taxonômicas mais altas apontam para maior variedade de serviços ecossistêmicos possíveis relacionados à dispersão de sementes em áreas naturais, enquanto os menores valores desses índices foram encontrados em áreas antropizadas. Um maior número de espécies distintas com menor proximidade taxonômica durante a estação seca, em contraste com um alto número de indivíduos observados na estação chuvosa, indica que existe uma maior gama de possíveis serviços ecossistêmicos oferecidos pelas aves frugívoras no período mais seco do ano, enquanto no período de maior pluviosidade os ecossistemas apresentaram maior capacidade suporte.
Biblioteca responsável: BR68.1