Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Daily vertical distribution of zooplankton in two oligo-mesotrophic north Patagonian lakes (39° S, Chile).

Ríos-Escalante, P. De Los; Valdivia, P.; Woelfl, S..
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-759752

Resumo

Abstract The zooplankton communities often exhibit daily vertical migrations to avoid natural ultraviolet radiation and/or fish predation. However there is no information on this topic in Chilean North Patagonian lakes up to date. Therefore, this study deals with a first characterization of plankton crustacean daily vertical migration in two temperate, oligotrophic lakes (Villarrica and Panguipulli lakes, 39°S) in Southern Chile. Zooplankton were collected at different depths intervals (0-10m, 10-20 m, 20-30m, 30-40m) at early morning, middle day, evening and night in the studied site. The results revealed that zooplankton species (Daphnia pulex, Ceriodaphnia dubia, Neobosmina chilensis, Mesocyclops araucanus, and Tropocyclops prasinus) are abundant in surface zones at night, early morning and evening, whereas at middle day the zooplankton abundances are high at deep zones. The results agree with observations for Argentinean and North American lakes where these daily migration patterns in crustacean zooplankton species were reported due mainly natural ultraviolet radiation exposure, whereas for northern hemisphere lakes the vertical migration is due to combined effect of natural ultraviolet radiation and fish predation exposure.
Resumo As comunidades zooplanctônicas frequentemente exibem migrações verticais diárias para evitar a radiação ultravioleta natural e/ou a predação de peixes. No entanto, não há informações sobre esse tema em lagos chilenos no norte da Patagônia até a presente data. Portanto, este estudo trata de uma primeira caracterização da migração vertical diária de crustáceo planctônico em dois lagos temperados e oligotróficos (lagos Villarrica e Panguipulli, 39º S) no sul do Chile. O zooplâncton foi coletado em diferentes profundidades (0-10 m, 10-20 m, 20-30 m e 30-40 m) no início da manhã, ao meio-dia, à tarde e à noite no local estudado. Os resultados revelaram que as espécies de zooplâncton (Daphnia pulex, Ceriodaphnia dubia, Neobosmina chilensis, Mesocyclops araucanus e Tropocyclops prasinus) são abundantes nas zonas de superfície à noite, de manhã cedo e à tarde, enquanto, ao meio-dia, as abundâncias do zooplâncton são altas nas zonas de profundidade. Os resultados expostos corroboram as observações para outros lagos argentinos e da América do Norte, onde foram reportados esses padrões de migração diária em espécies crustáceas de zooplâncton por causa, principalmente, da exposição à radiação ultravioleta natural, enquanto, para lagos do hemisfério norte, a migração vertical se dá em razão do efeito combinado da radiação ultravioleta natural e exposição à predação.
Biblioteca responsável: BR68.1