Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Degree of moisture in seeds for the cryopreservation of orchids native to Brazil

Ferrari, Edilene Aparecida Preti; Colombo, Ronan Carlos; Faria, Ricardo Tadeu de; Neves, Carmen Silvia Vieira Janeiro; Vero, Franciele da Silva.
Ci. Rural; 50(8)2020.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-759834

Resumo

ABSTRACT: The objective of this study was to determine the ideal moisture degree for the cryopreservation of Cattleya labiata Lindl. and Miltonia regnellii Rchb.f. orchid seeds. Orchid seeds were standardized in relation to the desired moisture degrees (4, 6, 8, 10, 12, and 15%) and were subjected to rapid freezing in liquid nitrogen (-196 °C) for 24 h; then, the seeds were defrosted and analyzed. For both orchid species, the seeds that were immersed in liquid nitrogen with 4% moisture content had the highest viability percentage, averaging 95% and 68% of viable seeds for C. labiata and M. regnellii, respectively. The seeds with 12% and 15% moisture content had no viable seeds. For the fresh mass of seedlings, there was no significant difference between moisture content treatments for either species.
RESUMO: O objetivo deste trabalho foi determinar o grau de umidade ideal para criopreservação das sementes das orquídeas Cattleya labiata Lindl. e Miltonia regnelli Rchb.f.. As sementes das orquídeas foram padronizadas em relação aos graus de umidade desejados (4, 6, 8, 10, 12 e 15%) e submetidas ao congelamento rápido em nitrogênio líquido (-196 ºC) durante 24 horas; em seguida, descongeladas e analisadas. O maior percentual de viabilidade, tanto para as sementes de C. labiata quanto para M. regnelli, ocorreu quando as sementes foram imersas em nitrogênio líquido com 4% de umidade, atingindo 95 e 68% de sementes viáveis, respectivamente, sendo que, as sementes com 12 e 15% de umidade não apresentaram sementes viáveis. Em relação à massa fresca de plântula, não houve diferença entre os tratamentos (grau de umidade)para as espécies avaliadas.
Biblioteca responsável: BR68.1