Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Development and validation of a standard area diagram set to assess powdery mildew severity on watermelon leaves

Nascimento, Francinete Alves; Duarte, Henrique da Silva Silveira; Souza, Flávio França; Ishikawa, Francine Hiromi; Capucho, Alexandre Sandri.
Ci. Rural; 50(10)2020.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-759840

Resumo

ABSTRACT: The development and validation of a standard area diagram set (SADs) was proposed in this study to assess the severity of powdery mildew (Podosphaera xanthii) in watermelon (Citrullus lanatus) leaves. The SADs proposed has twelve levels of severity, varying from 0.07 to 100%. The SADs were validated by 16 raters who had no previous experience in evaluating plant disease severity. Initially, the estimation of severity was performed without the use of the SADs in leaves with different levels of severity. In a second moment, the same raters estimated the disease severity using the SADs proposed. By Lins concordance correlation analysis, there was an improvement in precision (coefficient of correlation, r = 0.878 and r = 0.959, without and with SADs, respectively) and accuracy (bias correction factor, Cb = 0.830 and 0.982, without and with SADs, respectively) using SADs when compared to the non-use of SADs. The agreement (Lins concordance correlation coefficient, c = 0.734 and 0.952 without and with SADs, respectively) also improved using SADs. Severity estimates inter-rater were more reliable when using SADs (coefficient of determination, R2 = 0.681 without and R2 = 0.864 with SADs; Intra-class correlation coefficient, = 0.759 and = 0.928, without and with SADs, respectively). Therefore, SADs improved precision, accuracy and reliability of powdery mildew severity on watermelon leaves.
RESUMO: Neste estudo foi proposto o desenvolvimento e validação de uma escala diagramática (ED) para avaliar a severidade do oídio (Podosphaera xanthii) em folhas de melancia (Citrullus lanatus). A ED proposta possui 12 níveis de severidade, variando de 0,07 a 100%. A ED foi validada por 16 avaliadores inexperientes em avaliação de severidade de doenças de plantas. Inicialmente, as estimativas de severidade foram realizadas sem o uso da ED em folhas com diferentes níveis de severidade. No segundo momento, os mesmos avaliadores estimaram a severidade da doença usando a ED proposta. Pela análise da correlação concordante de Lin, houve melhoria na precisão (coeficiente de correlação, r = 0,787 e r = 0,959, sem e com o uso da ED, respectivamente) e acurácia (fator de correção do desvio, Cb = 0,830 e 0,982, sem e com o uso da ED, respectivamente) usando a ED quando comparado ao não uso da ED. O coeficiente de correlação concordante de Lin, c = 0,734 e 0,952 sem e com o uso da ED, respectivamente) também melhorou com o uso da ED. As estimativas de severidade tiveram melhoria na reprodutibilidade quando a ED foi usada (coeficiente de determinação, R2=0,681 e R2 = 0,864 sem e com o uso da ED, respectivamente; coeficiente de correlação intra-classe, = 0,759 e = 0,928, sem e com o uso da ED, respectivamente). Portanto, a ED melhorou a precisão, acurácia e reprodutibilidade das estimativas de severidade do oídio em folhas de melancia.
Biblioteca responsável: BR68.1