Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Estimates of genetic parameters, genetic variability, and selection in the S1 generation of peach

Silva, José Osmar da Costa e; Bruckner, Claudio Horst; Carneiro, Pedro Crescêncio Souza; Resende, Marcos Deon Vilela de; Alves, Rodrigo Silva; Silva, Danielle Fabíola Pereira da.
Ci. Rural; 50(10)2020.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-759842

Resumo

ABSTRACT: The growing of peach in mild winter regions is made viable through the use of genotypes that have low need for cold conditions, and this is one of the main aims of breeding for these regions. Thus, the aims of this study were to estimate genetic parameters, evaluate genetic variability, and select families adapted to mild winter regions in the S1 generation of peach through mixed model methodology (REML/BLUP). For that purpose, 22 populations, 84 families, and 2090 individuals were evaluated for the following traits: bud burst rate (BR), node density (ND), plant height (PH), and trunk diameter (TD). Genetic variability was found for all the traits. Individual heritability in the broad sense was of low and medium magnitudes. The PH trait had positive genotypic correlation of high magnitude with TD. The ND trait had moderate negative genotypic correlation with PH and TD. Clustering by the Tocher method resulted in the formation of six mutually exclusive groups. Considering selection intensity of 25%, simultaneous selection for BR, ND, and TD led to predicted gains of 11.3% for BR, 9.7% for ND, -14.2% for PH, and -14.3% for TD, showing the great potential of the germplasm evaluated.
RESUMO: O cultivo do pessegueiro em regiões de inverno ameno é viabilizado pela utilização de genótipos que apresentam baixa necessidade de frio, sendo este um dos principais objetivos do melhoramento para essas regiões. Assim, os objetivos deste estudo foram estimar parâmetros genéticos, avaliar a variabilidade genética e selecionar famílias adaptadas a regiões de inverno ameno em geração S1 de pessegueiros via metodologia de modelos mistos (REML/BLUP). Para isso, 22 populações, 84 famílias e 2090 indivíduos foram avaliados quanto as características: taxa de brotação (TB), densidade de nós (DN), altura da planta (AP) e diâmetro do tronco (DT). Verificou-se variabilidade genética para todas as características. As herdabilidades individuais no sentido amplo foram de baixa e média magnitudes. A característica AP apresentou correlação genética positiva de magnitude elevada com DT. A característica DN apresentou correlação genética negativa moderada com AP e DT. O agrupamento pelo método de Tocher resultou na formação de seis grupos mutuamente excludentes. Considerando intensidade de seleção de 25%, a seleção simultânea para TB, DN e DT propiciou ganhos preditos de 11.3% para TB, 9.7% para DN, -14.2% para AP e -14.3% para DT, evidenciando o grande potencial do germoplasma avaliado.
Biblioteca responsável: BR68.1