Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Anthropic interference in mangrove areas of the Mundaú-Manguaba estuarine lagoon complex (CELMM), Alagoas (Brazil) as a case study

Medeiros, Amanda Silva de; Costa, João Gomes da; Araújo, Kallianna Dantas; Calheiros, Acácia Rodrigues; SantAnna, Selenobaldo Alexinaldo Cabral de; Silva, José Adenilson Francisco da; Souza, Mayara Andrade; Nascimento, Velber Xavier.
Ci. Rural; 50(10)2020.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-759845

Resumo

ABSTRACT: The mangrove is a coastal ecosystem that is present in different parts of the world. It provides various ecosystem services from food supply to the influence of climate change. Due to the development of society, this ecosystem has been subjected to significant impacts from anthropogenic activities. Therefore, the objective of this research was to evaluate the environmental impacts caused in mangrove areas that have undergone modifications as a result of anthropic activities (agricultural cultivation, deforestation, civil construction) compared with those of conserved mangrove areas. This research took place through the analysis of the temporal sequence of aerial images (Google Earth) and soil quality analysis through field collections to evaluate the chemical and biological indicators in the different land use systems. As these are permanent changes that affect the type of soil and its coverage, significant differences were obtained between the chemical and biological characteristics of the four environments, with different usage systems. The mangrove has been negatively impacted by inadequate management and land occupation. Continuity of anthropic intervention in the mangrove will promote the disappearance of this ecosystem in the long term. Among the chemical and biological attributes used for the analyses that were performed, aluminum and edaphic organisms were the ones that allowed the greatest contribution of distinction from the degree of disturbance in areas of agricultural cultivation, deforestation and civil construction/mangrove transition.
RESUMO: O manguezal é um ecossistema costeiro, presente em diversas partes do mundo, provedor de diversos serviços ecossistêmicos desde a provisão de alimentos a influência das mudanças climáticas. Devido ao desenvolvimento da sociedade, este ecossistema tem sido submetido a significativos impactos proveniente das atividades antropogênicas. Diante disso, o objetivo deste trabalho foi avaliar os impactos ambientais ocasionados em áreas de mangue que sofreram modificações resultantes de atividades antrópicas (cultivo agrícola, desmatamento, construção civil) comparando com área de mangue conservado. Esta pesquisa se deu através da análise da sequência temporal de imagens aéreas (Google Earth), e análise da qualidade do solo mediante coletas em campo para avaliação dos indicadores químicos e biológicos nos diferentes sistemas de uso do solo. Por se tratarem de alterações permanentes e que afetaram o tipo do solo e a cobertura do mesmo, foram obtidas diferenças significativas entre as características químicas e biológicas dos quatro ambientes, com os diferentes sistemas de uso. O manguezal tem sofrido impactos negativos pelo manejo inadequado e ocupação do solo. A continuidade da intervenção antrópica no mangue dará prosseguimento ao desaparecimento deste ecossistema a longo prazo. Dentre os atributos químicos e biológicos utilizados para as análises realizadas, o alumínio e os organismos edáficos foram os que permitiram maior contribuição para descriminação do grau de perturbação das áreas de cultivo agrícola, desmatada e transição construção civil/manguezal.
Biblioteca responsável: BR68.1